header top bar

section content

Funcionários do Sertão realizam paralisação nos serviços e sofrem ameaças de secretários do governo municipal

De acordo com ossindicalistas, caso as reivindicações não sejam atendidas pelo prefeito da cidade, os funcionários municipais poderão entrar em greve.

Por

01/12/2011 às 16h08

Os servidores filiados ao Sinspun (Sindicato dos Servidores Públicos de Nazarezinho) realizaram nesta quarta-feira (30) uma paralisação de advertência em frente à sede do sindicato com panfletagem e carro de som. De acordo com os sindicalistas, caso as reivindicações não sejam atendidas pelo prefeito Júnior Braga (PTB), os funcionários poderão entrar em greve.

A manifestação continuou em forma de passeata pelas principais ruas da cidade, encerrando-se com um café da manhã na sede do sindicato. Segundo informações, as repartições públicas do município ficaram paradas durante todo o dia, com exceção dos serviços tidos com essenciais.

De acordo com informações prestadas pela presidente do Sindicato, Socorro Augusta alguns dos secretários do governo municipal ameaçaram cortar o ponto dos servidores participantes do movimento, contudo os funcionários não temeram a represália e estiveram presentes na manifestação, cruzando os braços em protesto à intransigência do Governo. “O prefeito Júnior Braga (PTB) simplesmente ignora a classe trabalhadora do município, precisamos de atenção”, disse a presidente.

Em 50 anos de emancipação política, essa foi a primeira paralisação dos funcionários municipais.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações do Diário Nazarezinhense

Tags:
"TRAÍRA"

EXCLUSIVO: Rosilene rompe o silêncio, se solidariza com portais, diz estar arrependida em apoiar Amadeu na FPF e pede desculpas aos clubes

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Em Continência ao Senhor Jesus recebe os adoradores por excelência da Igreja Luz da Vida; Veja!

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na Tv recebe Guilherme Costa e Pisada do Chefe de Joca Claudino – PB; Confira!

EX-REITOR DA UFCG

VÍDEO: Thompson Mariz quer Ricardo no Senado e confirma João Azevedo para governador: “Não tem plano B”