header top bar

section content

Boatos sobre demissão de diretora da Cadeia Feminina de CZ causam rebelião entre presas

As pressas realizaram início de rebelião devido aos boatos de demissão da diretora Graça Abreu.

Por

29/09/2011 às 19h33

As presidiárias da Cadeia Feminina de Cajazeiras iniciaram nesta quinta-feira uma rebelião causada devido as especulações acerca da demissão da diretora Graça Abreu.

De acordo com informações colhidas pela reportagem do Diário do Sertão, as presidiárias queimaram vários colchões e jogaram no pátio da cadeia, em protesto a favor da continuidade da direção.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu conter as chamas. O juiz das Execuções Penais da Comarca de Cajazeiras, Djacir Soares foi chamado para tomar as providências do caso e anunciou que a diretora da Cadeia e as presas não poderiam falar com a imprensa.

Punição
O juiz disse ainda que, as presas serão punidas pelo início de rebelião. “Elas vão dormir no chão e serão obrigadas a limpar a bagunça que causaram”, disse ele.

Com relação à demissão da diretora Graça Abreu, o juiz disse que será preciso analisar as condições que a diretora tem para permanecer no cargo. Segundo ele, existem possibilidades de que as presas continuem com as rebeliões, caso a diretora seja realmente demitida.

Ouça o Áudio.

Veja também: Diretor do Presídio diz que Diretora da cadeia tentou barrar revista em mulher com objetos na vagina e no ânus

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula