Cidades
17/10/2016 às 18h33 • atualizado em 17/10/2016 às 18h36

postado por: Priscila Belmont

Aliado do governador promete consultar população sobre fim da taxa de iluminação em CZ – VÍDEO

O vereador recém-eleito Rivelino Martins promete se aprofundar no tema para saber se o débito com a empresa que fornece energia elétrica já foi sanado

Um assunto antigo voltou à tona essa semana nas rodas de conversas da população de Cajazeiras. Trata-se da possível extinção ou não da TIP – Taxa de Iluminação Pública Municipal.

Não é a primeira vez que a cobrança da taxa de iluminação pública é contestada na Câmara Municipal de Cajazeiras. Em 2008, o ex-vereador Francisco Evangelista teve a iniciativa de fazer um requerimento que pedia a extinção da taxa.

A proposta foi negada pelos vereadores porque a Prefeitura tinha um débito muito grande com a empresa que fornece energia elétrica e o dinheiro arrecadado com a TIP seria usado para abater a dívida.

Em 2011, o então presidente da Câmara, Marcos Barros (hoje no PSB), retomou as discussões acerca da Taxa de Iluminação Pública. Porém, mais uma vez o pedido foi negado, pois o ex-prefeito Carlos Rafael (PMDB) informou que a Prefeitura ainda estava pagando um parcelamento de débitos de gestões anteriores e que a taxa estava sendo usada somente com este fim.

Em 2014, o vereador e atual vice-prefeito eleito Marcos do Riacho do Meio (PT) apresentou um requerimento verbal solicitando da prefeita a isenção da taxa. O requerimento foi aprovado por unanimidade, obtendo 14 votos, mas a administração municipal não concordou como fim da taxa.

Desta vez o vereador recém-eleito Rivelino Martins (PSB) promete se aprofundar no tema para saber se o débito com a empresa que fornece energia elétrica já foi sanado, se é legal a cobrança dessa taxa aos moradores da zona rural. O vereador almeja um mandato participativo com posicionamento da população.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário