header top bar

section content

Senador José Maranhão exalta propostas do MDB para equacionar problemas do país

Entre as possibilidades para a disputa presidencial estão colocados os nomes do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles

Por Redação Diário

18/05/2018 às 11h29 • atualizado em 30/05/2018 às 19h34

Deputado Federal, Marcondes Gadelha ao lado do Senador José Maranhão

O senador José Maranhão, presidente do diretório regional do MDB na Paraíba e pré-candidato ao governo do Estado, qualificou como oportuna a iniciativa da direção nacional do partido de lançar o documento “Encontro com o Futuro”, contendo propostas de integrantes da sigla para equacionamento de problemas que afetam o país. O lançamento do documento está previsto para terça-feira em Brasília, conforme aviso assinado pelo presidente nacional da agremiação, Romero Jucá. O novo documento será lançado em meio a disputas internas do partido para definir qual posição será tomada em relação à corrida presidencial deste ano.

Entre as possibilidades para a disputa presidencial estão colocados os nomes do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, do presidente Michel Temer e, também, a abstenção de lançamento de candidatura. O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, asseverou a jornalistas, ontem, que o presidente Temer não concorrerá à reeleição e avaliou que isto abre espaço para coligação em apoio à sua pré-candidatura pelo PSDB. Não obstante, o senador Roberto Requião, do Paraná, já anunciou que pretende colocar seu nome para a disputa e a bancada federal já promoveu uma espécie de sabatina com Henrique Meirelles.

A avaliação dominante é a de que Meirelles tem mais condições de ser o nome do partido para a presidência da República. Parlamentares do MDB fizeram chegar ao presidente Michel Temer a sugestão de que ele não seja candidato, diante dos reflexos negativos que os candidatos do partido a outros cargos nos Estados possam enfrentar, por causa do desgaste da administração, que coleciona níveis altíssimos de impopularidade. O documento a ser lançado é uma espécie de continuação do “Ponte para o Futuro”, lançado em outubro de 2015, antes do impeachment da então presidente Dilma Rousseff. O texto de 2015 continha uma análise conjuntural do país e estabelecia metas a serem cumpridas. Foi utilizado como base para o governo do presidente Michel Temer, que assumiu o comando do Planalto em maio de 2016.

Entre os pontos do texto, figuravam a defesa de um limite para as despesas públicas, a ser colocado em prática com a aprovação da PEC do teto dos gastos. Outra prioridade – esta não cumprida – seria a reforma da Previdência Social. Um dos caciques do MDB defendeu que o evento de lançamento do “Encontro com o Futuro” seja usado para lançar Meirelles como pré-candidato do partido à sucessão presidencial. Informações outras dão conta de que Meirelles tem feito ensaios para a campanha com corpo-a-corpo juntamente com parlamentares emedebistas. Antes de encarar a rua, ele tem visitado o Congresso.

PORTAL DIÁRIO com Os Guedes

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Júnior e Jeová começam a ganhar cargos em Cajazeiras e “sinal vermelho foi ligado”, diz colunista