header top bar

section content

Polícia prende integrante de quadrilha e recupera objetos furtados pela ‘gangue da marcha ré’ em CG

O Comando de Policiamento Regional I (CPRI) explicou que tem trabalhado para dar resposta a este tipo de crime.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

01/07/2018 às 12h27

Todos os produtos recuperados ocuparam toda a carroceria de uma viatura da Força Tática, e cerca de 80% das mercadorias levadas pela quadrilha na sexta foram encontradas

A Polícia Militar prendeu um dos principais suspeitos de participarem da quadrilha conhecida como ‘gangue da marcha ré’, que arrombava estabelecimentos comerciais utilizando veículos, em Campina Grande. Na ação, realizada na manhã desse sábado (30) por policiais do 10º Batalhão, foram recuperados os produtos furtados e drogas foram apreendidas. Também foi encontrado um alvará de soltura em nome do suspeito detido pelos policiais, mas que estava preso e que foi colocado em liberdade no mês de março.

Desde o momento do crime, realizado pelo grupo em uma loja de perfumaria na madrugada da sexta-feira (29), a Polícia Militar vinha diligenciando para localizar os criminosos. Ainda na manhã da sexta, o carro usado no arrombamento foi encontrado no bairro Jardim América, e na manhã desse sábado os policiais chegaram a uma casa na localidade que teria recebido os materiais furtados.

Foram encontrados perfumes, produtos de higiene pessoal, cosméticos, roupas utilizadas para a prática do crime, uma motocicleta, e um alvará de soltura em nome de um homem de 19 anos, expedido no último mês de março. “Em outra casa abandonada e utilizada como ponto de tráfico, nas proximidades do Glória I, encontramos o suspeito que tinha o alvará em seu nome, munições e localizamos diversos entorpecentes”, disse o cabo Oberlan Ribeiro, da Rondas Ostensivas Táticas com Apoio de Motocicletas (Rotam), do 10º BPM.

Foram apreendidos quase um quilo de cocaína em tablete, que estava atrás de um tijolo falso na parede, trouxas de maconha enterradas no quintal e pedras de crack escondidas em um móvel. O suspeito já havia sido apreendido quando era menor de idade e desde março havia sido colocado em liberdade. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Roubos e Furtos, na Central de Polícia, onde foi autuado por roubo, tráfico de drogas e posse ilegal de munições.

Todos os produtos recuperados ocuparam toda a carroceria de uma viatura da Força Tática, e cerca de 80% das mercadorias levadas pela quadrilha na sexta foram encontradas. Os demais suspeitos seguem sendo procurados.

O Comando de Policiamento Regional I (CPRI) explicou que tem trabalhado para dar resposta a este tipo de crime. “A prisão deste sábado e a recuperação dos produtos furtados é mais uma resposta que nós damos a este tipo de ação criminosa. Em meses anteriores já tivemos a apreensão de veículos utilizados para esta modalidade de crime, e com o empenho dos policiais e das unidades operacionais conseguimos prender esse suspeito, para fazer com que ele responda na forma da lei”, disse o coronel Almeida Martins, comandante do CPRI.

Nos meses de junho e abril, policiais do 10º Batalhão apreenderam dois carros utilizados para o crime de furto no comércio, tendo um desses veículos uma estrutura de madeira na carroceria, semelhante a um ariete, que provavelmente era utilizado para facilitar a violação das lojas.

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”