header top bar

section content

Paraíba participa de projeto que pretende ampliar tratamento de crianças com microcefalia

O uso da corrente começa a ser implantado neste mês de abril. Antes disso, as equipes envolvidas realizam uma série de avaliações

Por Secom Paraíba

10/04/2019 às 10h31

Edson David tem três anos. Ele é uma das 24 crianças com microcefalia do projeto que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) participa, por meio da Rede Cuidar

Edson David tem três anos. Ele é uma das 24 crianças com microcefalia do projeto que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) participa, por meio da Rede Cuidar, junto com vários departamentos da UFPB (Fisioterapia, Biotecnologia, Centro de Ciências Médicas, Fonoaudiologia, Psicologia); Instituto de Neurociências do RN; Colégio de Londres e a Universidade de Nova Iorque. O objetivo é ampliar o tratamento das crianças por meio de várias avaliações e, em seguida, com o estímulo elétrico, melhorar as convulsões e, consequentemente, a qualidade de vida da criança e dos familiares.

“Será um método inovador para estimular o cérebro das crianças: uma corrente elétrica de baixa intensidade e segura para diminuir as convulsões e incentivar o desenvolvimento motor. Será um trabalho primeiro lugar no mundo”, explicou Suellen Andrade, do Programa de Neurociência Cognitiva e Comportamento da UFPB.

uso da corrente começa a ser implantado neste mês de abril. Antes disso, as equipes envolvidas realizam uma série de avaliações

AVALIAÇÕES

O uso da corrente começa a ser implantado neste mês de abril. Antes disso, as equipes envolvidas realizam uma série de avaliações. O trabalho está em fase inicial e ocorre todas as terças-feiras, no prédio da pós-graduação de Fisioterapia, da UFPB, na capital.

“A Rede Cuidar conhece estas crianças desde que nasceram. De lá pra cá, vem acompanhando por meio de telemedicina ou em encontros individuais e coletivos. É um trabalho de acompanhamento pediátrico e multiprofissional”, disse a coordenadora da Rede, Juliana Soares. Ela explicou ainda como funciona a Rede Cuidar. “Ela cuida e articula as linhas de cuidado e o tratamento adequado para melhoria da qualidade de vida das crianças e familiares”, resumiu.

A dona de casa Edivânia Maria acompanhou o filho Edson David durante os exames e ficou otimista. “Estou achando este trabalho muito interessante porque é mais uma possibilidade de melhora, tanto para o meu filho, quanto para os outros que também têm microcefalia”, observou.

Recomendado para você pelo google

SEMANA SANTA PARA OS EVANGÉLICOS

VÍDEO: Pastor fala sobre significado da Páscoa para os protestantes: “É o sacrifício e a libertação”

ASSISTA E SE DIVIRTA!

É TIRO: Nova pegadinha de humorista Sousense causa pânico na população e muita correria. Veja!

VIRALIZOU NA WEB

Vídeo de jovem que se feriu ao pular de sangria de barragem no Sertão vai parar em página de humor

VÍDEO!

Projeto social de Cia de Trânsito de Cajazeiras distribui cestas básicas e ovos de Páscoa para crianças