header top bar

section content

DSAS, DS/6 visita o Distrito V, J.Pessoa, e socializa as informações sobre o sarampo. Fique por dentro!

Relacionado aos militares de uma maneira geral, estes entrarão na vacinação da faixa etária de até 49 anos de idade.

Por Assessoria

11/09/2019 às 08h30 • atualizado em 11/09/2019 às 08h32

Dr Ronaldo juntamente com as Dras Fabíola Moreira e Yara Cavalcanti

Por solicitação do Diretor de Saúde Cel Sóstenes, o Conselheiro Federal do Cofen e Capitão QOS-PM, Dr Ronaldo Beserra, esteve no Distrito V para ficar por dentro da cobertura vacinal Tríplice Viral (sarampo), e socializar com os militares da Polícia Militar do Estado da Paraíba.

“Na oportunidade fomos recebidos pela Diretora Dra Fabiola e Dra Yara, que nos esclareceu toda programação de como se dará a cobertura vacinal no município de João Pessoa”, disse Dr Ronaldo.

As informações sobre a vacina Tríplice Viral (sarampo):

A Campanha da Tríplice Viral, ocorrerá do dia 09 a 30/10 apenas para crianças menores de 05 anos.
Na verdade será uma intensificação para vacinar um número maior de crianças.

A vacina Tríplice Viral por fazer parte do calendário vacinal, encontra-se a disposição na Unidade de Saúde e não ocorrerá campanha para adultos.

A dose zero, que vai de 06 meses a 11 meses e 29 dias e poderá ser aprazada para 30 dias(caso seja criança de 11 meses) a segunda dose, que já faz parte do calendário e será mantida.

De 01 ano até 29 anos são feitas 02(duas) doses da vacina;

De 29 até 49 anos, será realizada apenas 01( uma)dose da vacina;

Para os profissionais de saúde serão realizadas 02(duas) doses de vacina, independente da idade, incluindo os militares que atuam na área, com comprovação.

Relacionado aos militares de uma maneira geral, estes entrarão na vacinação da faixa etária de até 49 anos de idade.

Na campanha, serão avaliados os cartões de vacina e não será realizado vacinação indiscriminadamente.

Só será vacinado quem não tem vacina, ou seja, se não tem a primeira dose, é feita como primeira e apraza a segunda, ou não tem a segunda e será feita esta dose, com comprovação através do cartão, obviamente.

A priori, só será feita a vacina de quem não tem.

Se por ventura o adulto não tiver cartão de vacina, será aberto um cartão e administrada a vacina.

Lembre-se:
Cartão de vacina é um documento de extrema importância, onde é comprovada a sua situação vacinal, por isso deve ser guardado cuidadosamente.

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

No Sertão, Ricardo Coutinho rebate presidente da assembleia e manda recado duro para governador da PB

SAÚDE PÚBLICA

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe especialista em saúde pública e fala de práticas integrativas do SUS

DESCONTRAÇÃO

VÍDEO: Sucesso na internet, Gleyfy Brauly e MC Nem animam o programa Xeque Mate dessa semana

ENTREVISTA EXCLUSIVA

VÍDEO: Ricardo diz que sabia de ‘inimigos’ no governo, diz que PSB estava acomodado e alerta Azevêdo