header top bar

section content

Paraíba gera melhor saldo de empregos para o mês de setembro em 6 anos

Paraíba gera saldo de 4.674 no ano - No acumulado de janeiro a setembro, o saldo de empregos da Paraíba é de 4.674 postos de trabalho

Por Portal Diário com SECOM

18/10/2019 às 17h40

Escritório do Sine na cidade de Cajazeiras-PB

O mercado de trabalho paraibano manteve cenário positivo pelo terceiro mês consecutivo do segundo semestre e gerou o maior saldo dos últimos seis anos para o mês de setembro. Com base nas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pela Secretaria de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, a Paraíba gerou saldo de 3.098 postos com carteira assinada no último mês, resultado da diferença de 11.527 admissões contra 8.429 desligamentos.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em setembro de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 6.618 postos.

As cinco principais atividades econômicas geraram emprego em setembro. A indústria de transformação (1.036) liderou o saldo do mês de setembro no Estado, seguido mais atrás pelos setores de serviços (756), da agropecuária (697), do comércio (421) e da construção (183). Os municípios de Campina Grande (811), Santa Rita (485) e João Pessoa (430) tiveram os maiores saldos, enquanto no ano o município de Sousa é quem lidera entre os maiores municípios do Estado com saldo de 2.606 postos.

Paraíba gera saldo de 4.674 no ano – No acumulado de janeiro a setembro, o saldo de empregos da Paraíba é de 4.674 postos de trabalho. Dos nove meses deste ano, seis tiveram geração com saldo positivo, com destaques para os últimos dois meses de agosto (6.770) e setembro (3.098).

Regiões tiveram saldo positivo -Todas as cinco regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro. O Nordeste liderou a abertura de vagas, com 57.035 postos, seguido pelo Sudeste (56.833 vagas) e pelo Sul (23.870 vagas). O Centro-Oeste criou 10.073 postos, e o Norte abriu 9.352 vagas formais no mês passado. No país, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em setembro, o maior nível para o mês em seis anos e o sexto mês seguido de crescimento. Segundo dados do Caged, o Brasil gerou 157.213 postos formais de trabalho no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em setembro de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 211.068. A criação de empregos totaliza 761.776 de janeiro a setembro, 6% a mais que no mesmo período do ano passado.

Recomendado para você pelo google

ESTELIONATO

VÍDEO: Após dois golpes em banco de Cajazeiras, advogado mostra como vítimas devem buscar seus direitos

FIQUE POR DENTRO

Radialista sousense fala das condenações de ex-prefeitos e visita da PF na casa de empresário no Sertão

6ª EDIÇÃO DO EVENTO

VÍDEO: Mesa Redonda da Faculdade Santa Maria discute direitos e diversidade humana; veja como participar

VÍDEO

Chico Mendes diz que pode dividir palanque com Cleide e dispara: “Tô pronto para disputar com Paula”