header top bar

section content

ALPB aprova projeto de Wilson Filho que multa quem espalhar Fake News sobre o Coronavírus

O projeto de lei foi apresentado na terça e aprovado no mesmo dia pelo plenário da ALPB, em caráter de urgência urgentíssima.

Por Redação Diário

18/03/2020 às 06h35 • atualizado em 25/03/2020 às 00h39

Wilson Filho, deputado

A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou, nesta terça-feira (17), o projeto de lei do deputado estadual Wilson Filho (PTB) que pune em 20 a 200 UFR (Unidade Fiscal de Referência) quem propagar Fake News sobre o Coronavírus e demais endemias.

O projeto de lei foi apresentado na terça e aprovado no mesmo dia pelo plenário da ALPB, em caráter de urgência urgentíssima.

“O que vimos nestas últimas semanas foi muita gente negando a existência do Coronavírus, estimulando que as pessoas descumprissem as recomendações médicas do ministério e secretarias de Saúde e, pior, vendendo vitaminas e suplementos como remédio ou uma espécie de vacina para a doença. É preciso estar vigilante e punir as pessoas que dolosamente espalham desinformação, obtendo vantagem financeira ou aumentando o pânico na população se utilizando de doenças graves como trampolim”, afirmou.

O PL prevê que a multa será aplicada a todos que, de maneira dolosa, espalhem informações falsas sobre a doença. De acordo com a cotação de março do UFR na Paraíba, o valor da multa fica entre R$ 1 mil a R$ 10 mil, de acordo com a gravidade da ação cometida. O dinheiro da multa será revertido para o sistema de saúde.

Assessoria

CONSEGUIU SE CURAR

VÍDEO: Médica que atende em Cajazeiras e teve Covid-19 conta como a doença evoluiu no organismo dela

"O HOMEM COLHE O QUE PLANTA"

VÍDEO: Padre diz que não vê pandemia como Apocalipse, mas pede que a humanidade se arrependa dos pecados

"TUA HORA VAI CHEGAR"

VÍDEO: Durante live, apresentador da Record elogia e dá conselhos para radialista cajazeirense

CRISTOLOGIA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco fala sobre Jesus Cristo na ótica da história e da teologia

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!