header top bar

section content

Imagem forte: Jovem é assassinado a tiros na frente da esposa no Sertão da Paraíba

A mãe da vítima disse que a família voltou a morar em Itaporanga porque ela tem um filho preso na cadeia da cidade sentenciado por um homicídio ocorrido anos atrás.

Por

31/07/2015 às 06h37

A vítima do crime na cidade de Itaporanga. Ele foi alvejado com vários tiros

Claudemar Matias Juca, de 31 anos, morador da cidade de Itaporanga, no Sertão do Estado foi assassinado a tiros nessa quinta-feira (30). Ele conversava com a companheira nas proximidades da residência do casal, quando um homem, de capacete, chegou numa motocicleta e disparou contra a vítima.

Mesmo ferido com um tiro no tórax, Claudemar ainda correu para tentar se livrar do agressor e foi atingido nas costas, caindo em seguida. O homem foi socorrido com vida ao hospital da cidade, mas não resistiu. A vítima morou durante muito tempo em Brasília e chegou a Itaporanga com a mãe há oito meses. Na semana passada Claudemar foi preso acusado de tráfico.

Leia também: 

?Polícia prende quatro jovens acusados de tráfico no Sertão; Duas menores estavam no grupo

A mãe da vítima disse que a família voltou a morar em Itaporanga porque ela tem um filho preso na cadeia da cidade sentenciado por um homicídio ocorrido anos atrás. “Morei em Brasília e em Campina Grande, e o povo diz que esses lugares são perigosos, mas meus filhos nunca sofreram nada nesses lugares, mas vim pra cá e aconteceu uma coisa dessa”, lamentou emocionada 

A mãe informou também, que Claudemar era dependente químico de droga e tomava remédio controlado. No último dia 20, ele chegou a ser detido pela polícia por suposto envolvimento no tráfico, mas, por falta de provas, foi liberado. 

A companheira da vítima presenciou o crime e disse que o acusado, que em um momento da ação teria retirado o capacete, também apontou o revólver para ela. “Quando ele chegou e começou a atirar, Claudemar correu e o homem saiu atrás dele atirando, e eu segui meu marido, e, nesse momento, o cara voltou pra trás e apontou o revólver pra mim, e, depois, fugiu na moto”, narrou a mulher muito emocionada e ainda com marcas do sangue do companheiro nos braços, contraídas no momento que o abraçou em seus últimos intantes de vida. Ela é mãe de uma menina de um relacionamento anterior, mas a criança não presenciou o fato.

Menos de uma hora após o crime, policiais militares conseguiram prender um suspeito do crime, mas o rapaz nega envolvimento no delito. A polícia trabalha com a hipótese de acerto de contas, pois vítima e acusado tinham envolvimento com o tráfico. Já são 27 homicídios no Vale do Piancó em menos de 7 meses. 

DIÁRIO DO SERTÃO com Folha do Vali

Tags:

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras