header top bar

section content

Polícia Militar prende suspeitos de praticar assaltos em cidades do Sertão da Paraíba. Confira aqui!

O comandante da 3ª Companhia do 14º Batalhão, capitão Davi Batista, destacou que as ações contra os Crimes Violentos Patrimoniais irão continuar intensificadas.

Por

25/04/2015 às 10h06

Acusados de assaltos no Sertão são presos

Policiais da 3ª Companhia do 14º Batalhão da Polícia Militar realizaram duas prisões, nessa sexta-feira (24), na cidade de Pombal, de homens suspeitos de praticar assaltos em municípios da Região do Sertão paraibano. Um dos presos é Fernando José da Silva, de 26 anos, acusado de roubar um supermercado e um correspondente bancário, no começo deste mês, na cidade de Mato Grosso – localizada entre Jericó e Catolé do Rocha. Contra ele também havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas.

O outro preso nas ações foi Anderson Deangelys de Sousa, de 20 anos, suspeito de praticar assaltos no bairro Santa Rosa, no município de Pombal. Com ele, a PM recuperou um celular que ele tinha acabado de roubar.

O comandante da 3ª Companhia do 14º Batalhão, capitão Davi Batista, destacou que as ações contra os Crimes Violentos Patrimoniais irão continuar intensificadas. “Temos como foco a redução tanto dos Crimes Violentos Letais Intencionais como os Patrimoniais e para isso estamos intensificando as ações, com apoio da população que nos passa informações, para retirar de circulação suspeitos desses delitos e prevenir novos casos”, disse.

Secom

Tags:

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

XEQUE MATE: Professores e psiquiatra falam sobre a relação entre Família, Escola e Sociedade; Assista!

COLUNA POLÍTICA

VÍDEO: Viagem de Bolsonaro; paz com Lavoisier e ‘fuga’ de Ricardo Coutinho agitam o Direto ao Ponto

PARAOLÍMPICOS

VÍDEO: Curso em Cajazeiras ajuda professores de Educação Física a trabalharem com alunos com deficiência

EMPRESA INVESTIGADA

VÍDEO: Após inquérito do MPPB, prefeito José Aldemir responde se ainda vai ter concurso em Cajazeiras