header top bar

section content

Delegado fala sobre invasão no Cartório Eleitoral de Sousa; foi deixada uma sandália de número pequeno

A ação pode ter sido realizada por menores de idade, pois foi deixada uma sandália de número pequeno dentro do cartório.

Por

30/01/2015 às 11h45

A polícia federal está investigando o arrombamento ocorrido nesta quinta-feira (29) no Cartório Eleitoral da cidade de Sousa. De acordo com os servidores do órgão, o local amanheceu totalmente revirado.

A Polícia Militar foi acionada e isolou a área até a chegada da Polícia Federal da cidade João Pessoa para iniciar o trabalho de perícia.

A PM informou ainda que a ação pode ter sido realizada por menores de idade, pois foi deixada uma sandália de número pequeno dentro do cartório. Nas imediações do local foram encontrados outra sandália e um boné.

A polícia informou também, que os acusados podem ter entrado ao estabelecimento através de uma janela do banheiro e com o disparo do alarme não conseguiram levar o que buscavam.

Os funcionários disseram que os armários foram abertos, reviraram caixas, puxaram telefones, mas os computadores e impressoras ficaram no mesmo lugar. 

?

Em entrevista à reportagem do Diário do Sertão, o delegado da Polícia Federal, Antônio Glauber, revelou que o caso está sendo cuidadosamente investigado e o resultado do laudo pericial sairá em até 30 dias.

“Vamos realizar todas as diligências, temos até 30 dias para concluir essas investigações para chegarmos aos autores desse crime”, disse o delegado.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”

"MERECIA MAIS"

VÍDEO: Comentarista critica falta de prestígio de Sousa com o Governo do Estado nas nomeações de cargos

ANTIGO E NOVO

VÍDEO: Secretário e prefeito exibem projeto do novo Museu de Cajazeiras feito por arquiteta cajazeirense

COBRANÇAS INDEVIDAS

VÍDEO: Problemas com empréstimo consignado? Advogado dá orientações para que você não seja negativado