header top bar

section content

TJ da Paraíba nega liminar e mantém prisão de empresário de Sousa acusado de pedofilia

Jucélio é acusado de envolvimento no crime de prostituição infantil e teve sua prisão decretada na última sexta (11).

Por

18/11/2011 às 15h28

O Tribunal de Justiça (TJ) da Paraíba, negou na tarde desta sexta-feira (18), o pedido de liminar do advogado Ozael da Costa, a favor do empresário sousense, Jucélio Rocha (Jucélio das Parabólicas).

O TJ ainda vai julgar o mérito do pedido de Habeas Corpus impetrado a favor do empresário. A decisão foi do Desembargador Carlos Marins Beltrão Silva.

Jucélio está sendo acusado de envolvimento no crime de prostituição infantil na região de Sousa e teve sua prisão decretada na última sexta-feira (11), pelo juiz Irlando Sobreira. Um policial identificado por “Lins” e uma mulher de nome Ozibeth Sarmento, também tiveram seus nomes citados. Ozibeth já está presa.

Veja também
Mãe da menor que acusa empresário de participação de prostituição infantil em Sousa conta como os envolvidos agiam. VÍDEO!

DIÁRIO DO SERTÃO
 

Tags:

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio