header top bar

section content

Justiça decreta prisão de empresário e policial de Sousa por crime de prostitição infantil

A prisão foi decretada pelo juiz da Comarca de Sousa, nesta sexta-feira (11).

Por

11/11/2011 às 17h30

O juiz da cidade de Sousa, Irlando Sobreira, decretou nesta sexta-feira (11), a prisão preventiva de um policial militar e do empresário da cidade, Jucélio Rocha, popularmente chamado de “Jucélio das Parabólicas”, acusados de envolvimento no crime de prostituição infantil.

O Ministério Público estava investigando a rede de prostituição na cidade. Uma pessoa, que não teve o nome revelado pela polícia, foi presa na cidade de Cajazeiras acusada de participar do esquema.

Defesa
O advogado de defesa do empresário, negou a participação do sousense no esquema e disse que vai conseguir “derrubar” o mandado judicial contra “Jucélio das Parabólica”.

O empresário continua em liberdade, pois, a polícia não conseguiu ainda dar cumprimento ao mandado de prisão.

Solidariedade
A mãe de um menor de 17 anos, que trabalha para a mãe do empresário, a senhora Francisca Lins se solidarizou com Jucélio e declarou que ele e sua mãe são muito bons e ajudam muita gente na cidade de São José da Lagoa Tapada, de onde é natural.

“Eles tem ajudado muita gente aqui, ai quando acontece alguma coisa com Jucélio eles acanalham”. Disse dona Francisca

DIÁRIO DO SERTÃO
 

Tags:
AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Colunista comenta por que Rodrigo Maia se tornou o ‘queridinho’ de Bolsonaro e de deputados da PB