header top bar

section content

Carne humana pode criar buracos no cérebro: descubra os efeitos do canibalismo

Epidemia em uma tribo da Papua Nova Guiné na metade do século passado levou cientistas a fazerem interessantes descobertas sobre o canibalismo

Por Luzia de Sousa

28/05/2017 às 06h08 • atualizado em 26/05/2017 às 11h12

Youtube/Reprodução Imagem do filme "O Silêncio dos Inocentes"

Você já imaginou o que pode acontecer com o seu corpo se você se alimentar com a carne de outro ser humano? Talvez possa soar irônico, mas estudos mostram que os efeitos do canibalismo não são nada bons – podendo até matar.

Na metade do século passado, pesquisadores descobriram que a morte de diversas pessoas da tribo “Fore”, na Papua Nová Guiné, estava ligada a um aspecto cultural da comunidade, o canibalismo , porque as pessoas se alimentavam da carne de seus familiares quando estes faleciam, em um ato de luto e também de amor.

Assim, foi descoberto que o perigo de se consumir carne de origem humana está nos príons, proteínas anormais presentes na musculatura de todo ser humano, que continuam presentes no tecido mesmo depois que este foi cozido ou assado. Os príons são responsáveis por matar os neurônios, deixando o cérebro cheio de buracos, parecido com uma esponja.

Como consequência, podemos desenvolver a Febre de Kuru, uma rara doença neurodegenerativa e infecciosa, cujos sintomas incluem perda da coordenação motora, dificuldades para se locomover, manifestação de movimentos involuntários, alterações no humor e no comportamento e também demência, levando à morte .

Nos dias de hoje
O consumo de carne humana remete ao passado – como o caso de tribos de índios Tupinambás, que se alimentavam de pessoas em cerimônias ritualísticas. Entretanto, alguns casos chocantes da prática antropofágica ainda são encontrados atualmente, como o que ocorreu em agosto de 2016, na Flórida, quando o universitário Austin Harrouff foi acusado de matar um casal e depois comer o rosto do homem. As duas vítimas estavam sentadas em sua garagem, quando Harrouff os atacou com uma faca e uma tesoura.

Já na Inglaterra, um famoso caso de canibalismo foi o de um homem que, depois de perder seu dedo em um acidente de moto, pediu aos médicos que guardassem o pedaço amputado para que ele levasse para casa. Mas, ele desossou seu próprio membro, cozinhou e comeu para saciar sua curiosidade quanto ao sabor da carne humana. Como lembrança, guardou os ossos

Ig

Tags:
"AQUI NESSA MESA DE BAR"

VÍDEO: Homenagem a garçons de Cajazeiras no programa Xeque-Mate tem música, drinks e boas histórias

SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’