header top bar

section content

Ex-marido de Luiza Brunet pede fim da lei Maria da Penha: ‘Leizinha vagabunda’

Empresário Lirio Parisotto fez comentário ao encontrar dois deputados federais em um restaurante

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

23/07/2017 às 09h15 • atualizado em 22/07/2017 às 19h18

O empresário Lírio Parisotto e Luiza Brunet, durante aniversário de Lírio organizado por Luiza, na Casa Fasano, em São Paulo em 2013 (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)

Lirio Parisotto resolveu não se omitir ao encontrar dois deputados federais em um restaurante. Era a oportunidade de apresentar suas sugestões de como o Legislativo pode contribuir para o desenvolvimento do país a Benito Gama (PTB-BA) e ao relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA).

Ao verem o empresário se levantando da mesa ao lado, a dupla apostou que ouviria críticas à morosidade com que projetos estruturantes tramitam no Congresso. Não estavam de todo errados. Depois de cumprimentá-los, Parisotto, de fato, falou sobre o tema.

O ex-companheiro de Luiza Brunet, que responde a um processo por agressão à modelo, surpreendeu às excelências barbaramente. Ele elogiou a reforma da Previdência, garantiu que apoia as duras medidas propostas pelo governo e, em seguida, partiu para o assunto que mais lhe perturba: “Leizinha vagabunda é essa tal de Maria da Penha. Vocês tinham que revogá-la”.

Veja

Tags:
ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo