header top bar

section content

Rachel Sheherazade “expulsa” seguidores de Bolsonaro e Lula de sua página

Em post compartilhado no Facebook e no Instagram, jornalista manda recado para seguidores: "Fazendo o favor", escreveu ela ao lado de mensagem.

Por Luzia de Sousa

11/01/2018 às 16h35

(Foto: Divulgação)

Acostumada a criar polêmica, Rachel Sheherazade causou mais uma vez no início desta quinta-feira (11). A jornalista usou as redes sociais para pedir que os seguidores dos pré-candidatos à presidência da repúbl Jair Bolsonaro e Lula se retirassem de sua página oficial da web.

“Convido os seguidores de Bolsonaro, Lula ou quaisquer outros ‘messias’ a desfazerem amizade e deixar minha página limpa. De nada!”, escreveu Rachel Sheherazad e. “Fazendo o favor”, completou ela na legenda da imagem compartilhada.

Não demorou muito para que os seguidores da jornalista comentassem a publicação. “Fazendo isso imediatamente”, “Não posso ser Bolsonaro e ser seu fã ao mesmo tempo?”, “Caiu no meu conceito”, “Eu acho que temos que respeitar as páginas das pessoas que pensam diferente de nós… “, “Tchau querida” e “Saindo agora”, foram alguns dos comentários em sua página.

Em seu Facebook, Sheherazade fez diversas postagens sobre o tema. No Twitter, ela chegou a compartilhar publicações “desmascarando” Bolsonaro, o que surpreendeu seus seguidores, já que a paraibana chegou a defender o atual deputado em diversas polêmicas.

Polêmicas
Quem acompanha Sheherazade na web, sabe que a jornalista sempre faz comentários polêmicos. O último aconteceu no final do ano passando, quando ela defendeu William Waack após um vídeo mostrar o ex-apresentador do “Jornal da Globo” fazendo comentários machistas.

“Um dos jornalistas mais brilhantes da TV brasileira foi o último alvo dos fundamentalistas da moral seletiva. Caiu na armadilha pérfida dos coleguinhas invejosos, esquerdistas acéfalos e medíocres de todas as nuances. O “hipocritamente correto” venceu mais uma vez. Feriu de morte o brilhante Paulo Francis, atropelou Boris Casoy, trapaceou Reinaldo Azevedo e agora condenou à execração pública William Waack. E o jornalismo brasileiro fica a poucos passos da total acefalia”, escreveu Rachel Sheherazade ao lado de uma foto de Waack.

IG

TOTALMENTE RENOVADO

VÍDEO: Com mais elegância e tecnologia, novo carro da Wolkswagen é lançado com festa em Cajazeiras

ENTREVISTA

VÍDEO: João Azevêdo garante que tem planos para fortalecer produção de leite e área da saúde em Pombal

ALÍVIO

VÍDEO: Para vice-presidente do SINDIÁGUA, eleição de João Azevêdo afasta risco de privatização da Cagepa

FASE DE 'ÓCIO'

VÍDEO: Aposentado, jornalista da PB cita ex-colegas da imprensa que ele admira e diz se pretende voltar