header top bar

section content

Milagre: Helicóptero da Polícia Militar cai em rio e os 4 ocupantes são resgatados com vida

Os quatro ocupantes foram resgatados com vida; um foi reanimado próximo ao local do acidente.

Por G1

14/01/2019 às 09h22

Resgate de um dos tripulantes do Fênix 08 (Foto: Redes sociais)

Um helicóptero da Polícia Militar caiu por volta das 9h desta segunda-feira (14) no Canal do Cunha, que deságua na Baía de Guanabara. O acidente foi na altura da Ilha do Fundão, Zona Norte do Rio.

Os quatro ocupantes foram resgatados com vida – um chegou a ficar preso, submerso, e foi reanimado próximo ao local da queda. Ainda não há informações sobre o estado de saúde deles.

Uma faixa da Linha Vermelha, sentido Centro, está interditada para o resgate.

Bombeiros resgatam tripulantes de helicóptero (Foto: Reprodução/TV Globo)

A aeronave
A PM confirma que o helicóptero acidentado pertence ao Grupamento Aeromóvel (GAM) da corporação.

Segundo informações iniciais, a aeronove era a Fênix 08. De acordo com o registro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), trata-se de um helicóptero modelo esquilo AS 350 BA fabricado em 1998 pela Helibras. O peso máximo de decolagem é de 2,1 toneladas e o veículo voa com um motor turboeixo.

A aeronave pode transportar até cinco passageiros, e o Certificado de Aeronavegabilidade – documento que comprova que uma aeronave está com sua condição de aeronavegabilidade validamente verificada – vai até 15 de janeiro de 2022.

Fonte: G1 - https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/01/14/helicoptero-cai-na-baia-de-guanabara-rio.ghtml

MUITO ESTRAGO

VÍDEOS: Chuva com vendaval causa destruição de prédios em Cajazeiras e Sousa e assusta moradores

DE 22 A 27 DE JANEIRO

VÍDEO: Teatro Ica completa 34 anos em Cajazeiras com extensa e diversificada programação cultural

DE 2017 PARA ESTE ANO

VÍDEO: São José de Piranhas tem aumento alarmante de homicídios em 2018; confira balanço da PM na região

VIXE!

VÍDEO: Vidente detalha futuro da imprensa de Cajazeiras e prevê mortes: “Não chega às festas juninas”