header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Mulher chora sangue e pede ajuda para descobrir doença em cidade do Nordeste

Charlene precisa fazer uma ressonância magnética para descobrir o problema

Por

06/11/2015 às 07h45

Mulher quer descobrir porque chora sangue (Foto: Reprodução/Record Bahia)

Charlene Silva Santos, de 31 anos, não aguenta mais tanto sofrimento. A moradora de Coutos, na capital baiana, sente fortes dores de cabeça, nas juntas e chega até a desmaiar. O desconforto é diário e já dura mais de 15 anos.

A mulher conta que quando as dores são muito fortes, ela começa a sangrar pelos poros do corpo. Ela chega a chorar sangue.

— Tem dia que sangra o corpo todo, no lugar do suor sai sangue. Se eu tiver fortes dores de cabeça, no lugar de chorar lágrimas, sai sangue.

Os médicos não descobrem o problema de Charlene e, da última vez, pediram um exame de ressonância magnética, que ela ainda não conseguiu fazer por ser muito caro. Pelo SUS (Sistema Único de Saúde) demora meses para conseguir marcar. 

A amiga contou que quando Charlene tem crises, ela é levada para UPA (Unidade de Pronto Atendimento), é medicada com remédio para dor e liberada. Os médicos pedem a ressonância para dar um diagnóstico

— Eles acham que é um tumor.

A mulher afirmou que a situação está piorando e que há 15 dias ela está sofrendo direto com dores.

— Quero só pedir ajuda para fazer o exame. Tenho quatro filhos, e quem tem filho sabe que a gente como mãe quer criar nossos filhos. Às vezes sinto medo de deitar, dormir e não acordar mais. Só quero meus exames para saber o que tenho para tratar.

R7

Tags:
VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça

CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas