header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Ao comentar atuação em nova comissão, Lira garante que Congresso vai melhorar situação fiscal

Raimundo Lira também advertiu que não há como contornar as crises política e econômica sem determinação, personalidade e patriotismo.

Por

02/09/2015 às 15h41

Lira garante que Congresso vai melhorar situação fiscal

Com visão otimista do Brasil, e de superação da crise, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) disse nesta quarta-feira (02) que o Congresso Nacional poderá colaborar para melhorar a situação fiscal do País. Lira, que foi indicado pelo PMDB para integrar, na qualidade de membro titular, a Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional, garantiu que as duas Casas – Câmara e Senado – estão dispostas a ajudar o País a vencer a crise.
 
Na condição de economista e empresário, Lira destacou a importância de os parlamentares analisarem, com detalhes, a proposta do Orçamento de 2016. O projeto (PLN 7/2015), que prevê um déficit de R$ 30,5 bilhões para o próximo ano, foi entregue pelos ministros do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Fazenda, Joaquim Levy, ao presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL).
 
Concordando com Renan, Raimundo Lira disse que o governo enviou ao Congresso um orçamento “realista”. Na visão do parlamentar, a economia “precisa andar”, para gerar mais receitas e empregos. No entanto, o governo também precisa fazer a sua parte, cortando despesas e aumentando a eficiência do gasto público. Para ele, o aumento de impostos não pode ser visto como caminho único para cobrir o déficit do governo.
 
Em defesa do Brasil – Em recente pronunciamento no Senado, depois de observar que o Brasil vive duas crises conjugadas, Raimundo Lira disse ser uma obrigação intransferível do Senado Federal ajudar o país a superar a crise política para, depois, contribuir para a solução das dificuldades econômicas.
 
Para isso, ele considera essencial que o Senado exerça seu papel constitucional de casa revisora e de poder moderador. Raimundo Lira ressaltou que a Constituição exige a idade mínima de 35 anos para que alguém chegue ao Senado exatamente porque o senador precisa ter uma larga experiência.
 
– O Senado tem o papel histórico de ajudar o Brasil a sair dessa crise política. E, em seguida, ajudar na pauta econômica, para que possamos recuperar, num prazo relativamente curto, o crescimento econômico do nosso País. É bom para o Brasil, é bom para o povo brasileiro. E nós temos essa obrigação – disse o senador.
 
Raimundo Lira também advertiu que não há como contornar as crises política e econômica sem determinação, personalidade e patriotismo.

Assessoria

Tags:
VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça

CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas