header top bar

section content

Lindolfo Pires lamenta falecimento do jornalista e escritor paraibano Biu Ramos

Biu Ramos faleceu na noite deste sábado (28), aos 79 anos, em João Pessoa,

Por Assessoria Lindolfo Pires

29/07/2018 às 15h27 • atualizado em 29/07/2018 às 15h29

Biu Ramos faleceu na noite deste sábado (28), aos 79 anos, em João Pessoa

“Homem íntegro e que muito inspirava quem estava ao seu lado”. Foi assim que o deputado estadual Lindolfo Pires definiu o jornalista Biu Ramos, que faleceu na noite deste sábado (28), aos 79 anos, em João Pessoa, onde estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular. A declaração de pesar do deputado foi feita por meio de suas redes sociais na manhã deste domingo.

“É com tristeza que lamento a morte do amigo, jornalista e escritor paraibano, Severino Ramos, mais conhecido como Biu Ramos, uma referência no jornalismo Paraibano. Um homem íntegro e que muito inspirava quem estava ao seu lado. Peço a Deus que console os familiares e amigos e que receba de braços abertos esse servo seu. Certamente, a sua ausência nunca será suprida, mas o seu legado será sempre lembrado”, publicou o parlamentar.

VEJA TAMBÉMLindolfo Pires emite nota de pesar pela morte de ex-prefeito de Monte Horebe

Filho de operário, Biu Ramos nasceu em uma usina na cidade de Santa Rita. Começou no jornalismo aos 17 anos como repórter. Em sua carreira, Biu chegou a trabalhar em emissoras de rádio e em jornais impressos, sendo o primeiro correspondente em João Pessoa do Jornal do Brasil, entre os anos de 1965 e 1975. Também foi correspondente da Folha de São Paulo e das revistas Veja e Realidade, e o primeiro diretor sucursal do Diário de Pernambuco na capital paraibana.

O jornalista também foi o primeiro chefe de redação da Secretaria de Comunicação do Governo da Paraíba, em 1967, quando criou a estrutura de comunicação institucional utilizada até hoje. Biu Ramos também foi diretor-geral do Jornal A União, secretário de Cultura, Esportes e Turismo da Paraíba e diretor da Rádio Tabajara.

Como autor, chegou a publicar oito livros, entre eles “Memórias de um Repórter”, “Crimes que abalaram a Paraíba” e as biografias dos ex-governadores João Agripino e Tarcísio Burity. Biu Ramos era casado e deixou cinco filhos, sendo três do primeiro casamento e dois do segundo.

DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”