header top bar

section content

Paciente recebe prazo de 33 anos para fazer exame pelo SUS

Homem terá 70 anos quando conseguir fazer o exame

Por Luzia de Sousa

13/11/2018 às 08h40

Renato Guber, de Palhoça (SC), recebeu um prazo de 33 anos para fazer um exame

O recepcionista Renato Guber, de Palhoça (SC), recebeu um prazo de 33 anos para fazer um exame de ressonância magnética pelo Sistema Único de Saúde (SUS), segundo o G1. O órgão informou ao paciente que existem 1.080 pessoas na fila para a realização do exame e a espera pode durar até 12.150 dias.

Diagnosticado em março de 2017 com uma fístula perianal (ferida no final do intestino e provoca dor e sangramento), Guber, de 38 anos, só conseguirá fazer o exame com 71 anos, pelo prazo dado. Dependendo da gravidade, o paciente precisa de cirurgia para resolver o problema.

“É desanimador porque eu nunca precisei ter que me humilhar ao ponto de ter que expor uma situação dessas, quando a gente tem o mínimo de direito, que é o atendimento de serviço público. A gente paga os impostos”, lamenta. Ele chegou a fazer um empréstimo no banco para fazer a cirurgia particular em março deste ano. Em agosto, voltou ao SUS para fazer o exame, pois a doença parecia ter voltado.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Palhoça disse que o município tem apenas 21 vagas por mês para o exame, contudo, deve fazer mutirões em novembro e dezembro para fazer cerca de 250 ressonâncias. Contudo, como Renato foi classificado como prioridade e de necessidade urgente, o exame deve ser realizado em uma semana.

Tags:
VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população

MAIS UMA ESPECIALIDADE

VÍDEO: Clínica de Cajazeiras conta agora com médico especialista em doenças do intestino, reto e ânus

EPISÓDIO 14

VÍDEO: Coisas de Cajazeiras mostra trajetória do ex-prefeito Chico Rolim e fala de segurança no trabalho