header top bar

section content

Mandetta sobre o Mais Médicos: “Improvisar na saúde sempre acaba mal”

Futuro ministro da Saúde disse ainda que pode haver uma mudança na forma de revalidar o diploma dos profissionais estrangeiros

Por Metrópoles

21/11/2018 às 07h26

Ministro da Saúde no governo de Jair Bolsonaro,

Anunciado na tarde desta terça-feira (20/11) como ministro da Saúde no governo de Jair Bolsonaro, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MT) concedeu sua primeira entrevista depois de ser escolhido para comandar a pasta.

Questionado sobre como irá resolver a saída dos médicos cubanos do país, o futuro ministro desconversou. Disse apenas que “improvisar em saúde sempre acaba mal e que desta vez não foi diferente”. O deputado federal disse, ainda, que pode haver uma mudança na forma de revalidar o diploma dos médicos estrangeiros, como, por exemplo, avaliar o trabalho dos médicos no próprio local.

Desde a campanha, o futuro presidente do Brasil vem afirmando que a melhora da saúde no país será uma de suas prioridades. “A gente tem uma agenda muito grande para trabalhar, não dá para dizer o que terá mais atenção. Em saúde não tem como você dizer que A é prioridade em relação à B”, afirmou Mandetta.

O futuro ministro é investigado por suposta fraude em licitação, tráfico de influência e caixa 2 no contrato para implementar um sistema de informatização na saúde em Campo Grande, no período em que foi secretário. No entanto, ele tentou afirmar que isso não é importante.

“Sempre tive orgulho de quando fui secretário de Saúde, exigia auditorias de 15 em 15 dias. A gente se sente desconfortável, mas quem é pessoa pública tem de se submeter a isso. Não sou réu. No momento, o presidente entende que é importante contar com essa união para avançar agora”, disse.

Fonte: Metrópoles - https://www.metropoles.com/brasil/politica-br/mandetta-sobre-o-mais-medicos-improvisar-na-saude-sempre-acaba-mal

DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador