header top bar

section content

Ruas e praças de Sapé, Caraúbas e Santa Rita ganham 883 novas luminárias

Energisa está investindo R$ 1,4 milhão na melhoria da iluminação pública dos municípios

Por Assessoria

22/05/2019 às 15h54

Cidades ganham novas luzes da Energisa

É pensando em melhorar a qualidade de vida dos paraibanos que a Energisa, junto com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), está renovando a iluminação pública de três municípios paraibanos até o final do mês de julho. A iniciativa, que faz parte do Programa de Eficiência Energética da Aneel, recebeu investimento de R$ 1,4 milhão na substituição de 883 luminárias de ruas e praças das cidades de Sapé, Caraúbas e Santa Rita.

“Um dos objetivos da troca de lâmpadas não eficientes por de LED, que são mais duráveis e econômicas, é a redução dos gastos das prefeituras com a iluminação pública, além de deixar as ruas e praças mais iluminadas o que contribui diretamente para aumentar a sensação de segurança da população, proporcionando mais tranquilidade na circulação durante a noite”, pontua Carla Petrucci, coordenadora de Projetos de Eficiência Energética da Energisa.

A expectativa da concessionária é de uma economia de energia de 880 MWh/ano nos três municípios. A redução mensal na conta de Sapé está prevista em R$ 7.088,57, em Caraúbas R$ 10.542,41 e em Santa Rita R$ 20.569,80. Ao todo, 32 praças e ruas das cidades ganharão luminárias novas. Apesar da Iluminação Pública ser de responsabilidade das prefeituras, a Energisa realiza esse trabalho com o intuito de disseminar a cultura da redução do consumo de energia e contribuir com a preservação ambiental.

Recomendado para você pelo google

PROTESTO

VÍDEO: populares vão às ruas para protestar contra a reforma da Previdência na cidade de Patos

VEJA VÍDEO

Padre de Cajazeiras revela curiosidades sobre o santo casamenteiro: “Faz milagre a pessoa encalhada”

SAÚDE

Dieta milagrosa? Médico diz que a compulsão e afetividade pela comida são perigosas para o emagrecimento

VÍDEO

Mototaxista reclama de multa cobrada na Zona Azul da cidade de Cajazeiras; “Está errado”