header top bar

section content

Presidente da OAB-CZ discorda do ‘TAC do Carnaval’, mas afirma que nada pode fazer

João de Deus Quirino Filho antecipou que não é da alçada da OAB-CZ se envolver na questão para cancelar o documento

Por

25/01/2016 às 15h33

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Cajazeiras não vai entrar na briga para tentar mudar o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que limitou o horário das festas de rua no carnaval de Cajazeiras até às 22h.

Há um clamor de parte da sociedade para que o Ministério Público, que firmou o TAC com a Polícia Militar e a Prefeitura, cancele a decisão ou pelo menos eleve o limite de horário.

VEJA TAMBÉM

Professor universitário denuncia Prefeitura, MP e empresário por "máfia do Carnaval"

Radialista faz duras críticas ao TAC que acaba com carnaval às 22h. "Cercearam o direito de brincar"

Advogado declara que Ministério Público "sepultou e instaurou toque de recolher em Cajazeiras"

O presidente da OAB-CZ, João de Deus Quirino Filho, já antecipou que não é da alçada da entidade se envolver na questão para cancelar o documento.

“Foge do campo de atuação do que o próprio estatuto prevê de competência para uma subseção de OAB”, explica.

João de Deus procurou não polemizar sobre o TAC, mas na sua opinião o horário deveria ser estendido.

“Certamente fizeram dentro de um critério de razoabilidade. Eu só acho que esse horário poderia ter sido estendido pelo menos para meia-noite.”

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas