header top bar

section content

Curto-circuito incendeia fazenda em Sousa e advogado vai pedir R$ 10 milhões de indenização a Energisa

A companhia de energia elétrica Energisa ainda não se pronunciou sobre o caso e nem tampouco sobre a ação judicial movida contra a empresa de energia.

Por

30/11/2015 às 17h00

A reportagem do Portal e TV Diário do Sertão entrevistou nesta segunda-feira (30) o advogado Cláudio Diniz. Ele afirmou que ingressou com uma ação na justiça contra empresa Energisa, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica, após um incêndio no Distrito de São Gonçalo região de Sousa, que destruiu milhares de plantações.

De acordo com o advogado, o fogo foi registrado no último sábado no sítio de um colono que afirmou que a causa do incêndio foi um curto-circuito, ocorrido entre os fios de um poste elétrico. Os bombeiros ainda foram ao local, mas as chamas já haviam destruído todas as plantações. 

Dias antes do incêndio, o agricultor Roberval Gomes foi até a Energisa pedir para que a empresa retirasse os postes e a fiação de alta tensão do meio da plantação, porém o problema não foi resolvido. 

O incêndio destruiu mais de mil pés de coco e 1,5 mil pés de banana ocasionado por um fio de alta tensão que pegou nas folhas do coqueiro e provocou o incêndio. Cláudio Diniz disse ainda que a ação é avaliada em aproximadamente R$ 10 milhões. 

"Dias antes do ocorrido, esse cidadão veio ao meu escritório e depois foi na Energisa pedir para que fosse retirada a fiação que passa pelo lote,porém a fiação não foi retirada e terminou ocasionando essa destruição toda. Entramos com a ação de idenização para que as familias possam também receber uma renda mensal, até que seja desenvolvida uma nova lavoura", disse o advogado.

A Energisa ainda não se pronunciou sobre o caso e nem tampouco sobre a ação judicial.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Possível fusão de secretarias em Cajazeiras é repudiada por colunista: “Seria andar para trás”

EXIGIU SILÊNCIO

ASSISTA: Jornalista pede demissão ao vivo após ser censurado por Bolsonaro

VISITA TÉCNICA

Após reclamações, vereadores constatam muitos veículos quebrados na garagem da prefeitura de Cajazeiras

LAMENTÁVEL

LAMENTÁVEL: vigilante morre assassinado a tiros ao reagir a assalto em posto de combustíveis em Sousa