header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Ministério inicia testes em estação de bombeamento na transposição do Rio São Francisco

No vídeo, engenheiros da Mendes Júnior, comemoram a chegada da água à infraestrutura de concreto construída.

Por

12/08/2015 às 17h13

A obra da transposição do Rio São Franscisco iniciou na última sexta-feira (9) os testes do Eixo Norte do projeto. A água do Velho Chico partiu da captação, em Cabrobó, e já percorre nove quilômetros de canais até o primeiro reservatório de Tucutú, o primeiro do Eixo Norte. Os testes incluem a primeira estação de Bombeamento (EB-1), que respondeu positivamente ao primeiro acionamento. Vários outros testes serão feitos para garantir o funcionamento pleno do equipamento que serve para levar a água a níveis em que o fluxo não consegue seguir apenas com a gravidade. São nove em todo o projeto. A performance dos equipamentos pode render um vistoria da presidente da república, Dilma Rousseff, ainda neste mês, para “inaugurar” oficialmente o Eixo Norte.

No vídeo, enegnheiros da Mendes Júnior, comemoram a chegada da água à infraestrutura de concreto construída. O trecho entra em testes dez meses após o Eixo Leste também captar a água e realizar as primeiras operações nos conjuntos de motobombas. Na ocasião, à beira das eleições presidenciais no ano passado, a cerimônia também contou com a presença da presidente. Por enquanto, o Ministério da Integraçãoa Nacional não destacou prazo para iniciar o atendimento à população, que não ocorre em nenhum dos trechos.

O Eixo Norte atenderá, a partir da captação de Cabrobó, o sertão de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Já o Eixo Leste tem captação em Petrolândia e prevê conexões para abastecer o Sertão e o Agreste de Pernambuco e da Paraíba. A obra, atualmente, é prevista para 2017, dez anos do início da construção civil. No período, a transposição também apresentou mudança de custo, passando de R$ 4,5 bilhões para os atuais R$ 8,2 bilhões.

Segundo comunicação do Ministério da Integração, a EB-1 do Eixo Norte possui dois conjuntos de motobombas instalados com capacidade de elevar água a 36 metros de altura, o que pode ser comparada a um edifício de 12 andares. Cada equipamento (bomba) pesa cerca de 100 toneladas, o equivalente a 100 veículos populares. “As duas bombas, em pleno funcionamento, farão com que a água do São Francisco percorra 45 quilômetros, até a barragem de Terra Nova, passando por quatro aquedutos e o reservatório de Tucutú.”

Os dois eixos do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 477 quilômetros de extensão, sendo 260 quilômetros no Eixo Norte e 217 quilômetros no Eixo Leste. A obra está com um total de 76,7% de execução, segundo o ministério, e previsão de chegar a 78% neste mês. Do orçamento total de R$ 8,2 bilhões, mais de R$ 6,5 bilhões já foram aplicados, sendo R$ 1 bilhão liberado somente neste ano pela pasta.

Diário de Pernambuco

Tags:
ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local