header top bar

section content

Mais de 300 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado são congeladas pela Capes, na PB

O pró-reitor de pós-graduação da instituição informou que o impacto dos congelamentos só poderá ser analisado ao longo do tempo, por se tratar de bolsas que, ao ficarem disponíveis, não poderão ser aplicadas novamente.

Por G1 PB

06/06/2019 às 14h00 • atualizado em 06/06/2019 às 11h44

Congelamento foi feito em cursos que receberam duas avaliações consecutivas com nota três, na UFPB, UFCG e UEPB. Veja lista de áreas que foram afetadas.

As instituições públicas de ensino superior na Paraíba tiveram, ao todo, 338 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado congeladas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), conforme dados fornecidos ao G1, nesta quarta-feira (5). O bloqueio de, em média, 70% foi anunciado na terça-feira (4) e atingiu, no estado, as universidades Federal da Paraíba (UFPB), Federal de Campina Grande e Estadual da Paraíba (UFCG).

De acordo com a Capes, o corte de 2,7 mil bolsas foi aplicado em cursos que receberam duas avaliações consecutivas com nota 3. No entanto, não afeta aqueles que já recebem o benefício, apenas as bolsas que ainda seriam concedidas, para novas entradas nos programas.

Os dados apontam que, na Paraíba, deixarão de ser concedidas 260 bolsas de mestrado, 73 de doutorado e 5 de pós-doutorado. Veja abaixo as áreas que serão afetadas em cada universidade, com um percentual de congelamento, em cada curso, que varia de 50% a 70%.

UFPB
Na Universidade Federal da Paraíba, foram bloqueadas 120 bolsas de mestrado, 12 de doutorado e três de pós-doutorado, conforme a Capes. Para a pró-reitora de pós-graduação da instituição Maria Luiza Pereira, embora o impacto não seja imediato, a médio prazo isso pode resultar na redução da procura pelo curso e no consequente encerramento do programa, uma vez que não conseguirá atingir as metas.

Dados fornecidos pela UFPB sobre os bloqueios divergem dos da Capes e há diferenças nas informações que constam em cada sistema. Maria Luiza explicou que os números foram calculados pela Pró-Reitoria, tendo em vista um o percentual estabelecido de 70% e um arredondamento da quantidade para cima, quando o resultado não fosse um número inteiro. Nesta reportagem, estão expostos os dados da Capes.

Mestrado

Engenharia Mecânica: tinha 20 bolsas, 14 foram congeladas, serão concedidas 6;
História: tinha 27 bolsas, 18 foram congeladas, serão concedidas 9;
Comunicação e culturas midiáticas: tinha 25 bolsas, 17 foram congeladas, serão concedidas 8;
Filosofia: tinha 24 bolsas, 16 foram congeladas, serão concedidas 8;
Biologia celular e molecular: tinha 22 bolsas, 15 foram congeladas, serão concedidas 7;
Serviço social: tinha 22 bolsas disponíveis, 15 foram congeladas, serão concedidas 7 ;
Tecnologia agroalimentar: tinha 18 bolsas, 12 foram congeladas, serão concedidas 6;
Ciência do solo: tinha 13 bolsas, 9 foram congeladas, serão concedidas 4;
Artes visuais: tinha 7 bolsas, 4 foram congeladas, serão concedidas 3.
Doutorado

Engenharia Mecânica: tinha 18 bolsas, 12 foram congeladas, serão concedidas 6.
Pós-doutorado

Ciência do solo: tinha três bolsas, duas foram congeladas, uma será concedida;
Engenharia elétrica: tinha duas bolsas, uma será congelada, uma será concedida.
UFCG
Foram bloqueadas 122 bolsas de mestrado, 61 de doutorado e duas de pós-doutorado na Universidade Federal de Campina Grande, segundo os dados da Capes.

O pró-reitor de pós-graduação da instituição informou que o impacto dos congelamentos só poderá ser analisado ao longo do tempo, por se tratar de bolsas que, ao ficarem disponíveis, não poderão ser aplicadas novamente.

Mestrado

Engenharia química: tinha 26 bolsas, 18 foram congeladas, serão concedidas 8;
História: tinha 52 bolsas, 36 foram congeladas, serão concedidas 16 bolsas;
Física: tinha 39 bolsas, 27 foram congeladas, serão concedidas 12;
Ciência animal: tinha 23 bolsas, 16 foram congeladas, serão concedidas 7;
Engenharia mecânica: tinha 19 bolsas, 13 foram congeladas, serão concedidas 6;
Ciências florestais: tinha 18 bolsas, 12 foram congeladas, serão concedidas 6.
Doutorado

Engenharia química: tinha 45 bolsas, 31 foram bloqueadas, serão concedidas 14;
Engenharia de processos: tinha 43 bolsas, 30 foram bloqueadas, serão concedidas 13.
Pós-doutorado

Engenharia de processos: tinha duas bolsas, uma foi congelada, será concedida uma;
Física: tinha duas bolsas, uma foi congelada, será concedida uma;

UEPB
A Universidade Estadual da Paraíba teve 18 bolsas de mestrado bloqueadas, de acordo com os dados da Capes. O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da UEPB, mas, até as 19h desta quarta-feira (5), não recebeu uma resposta.

Mestrado

Desenvolvimento regional: tinha 15 bolsas, 10 foram congeladas, serão concedidas 5;
Saúde pública: tinha 12 bolsas, 8 foram congeladas, serão concedidas 4.

Fonte: G1 PB - https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2019/06/06/mais-de-300-bolsas-de-mestrado-doutorado-e-pos-doutorado-sao-congeladas-pela-capes-na-pb.ghtml

Recomendado para você pelo google

TURISMO

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre o Açude Grande e mostra situação dos pontos turísticos de Cajazeiras

VIVA O SÃO JOÃO!

VÍDEO: Santa Helena comemora o ‘São João da Safra’ ao som de muito forró e de boas ações pro município

É FESTA!

VÍDEO E FOTOS: Escola Estadual Cidadã Integral Técnica de Cajazeiras realiza II ForróCit

FORMATURA

VÍDEO: Formandos de vários cursos da FSM colam grau em solenidade marcada por emoção e homenagens