header top bar

section content

Prefeitura da região de Sousa inicia inscrições para concurso público com salários de R$ R$ 1.917,78

As inscrições para o concurso público municipal da cidade sertaneja tiveram início nessa quarta-feira (08). Faça já sua inscrição e saiba tudo aqui!

Por

09/04/2015 às 17h17

A Prefeitura de Aparecida, região de Sousa lançou edital para concurso público com 35 vagas. 

As inscrições tiveram início nessa quarta-feira (08), com encerramento previsto para 25 de abril de 2015. Tem vaga para os níveis fundamental, médio e superior. 

A taxa de inscrição varia de R$ 40,00 a R$ 80,00. As remunerações variam de R$ 788 a R$ 1.917,78.

As inscrições serão feitas via internet no endereço eletrônico www.funvapi.com.br.

Vagas
Assistente Social (01), Agente administrativo (01), Agente Comunitário de Saúde (01), Auxiliar em Saúde Bucal (01), Cirurgião Bucomaxilofacial (CEO) (01), Cirurgião Endodontista (CEO) (01), Cirurgião Periodontista (CEO) (01), Cuidador Social (02), Fiscal de Tributos (01), Fiscal de Obras e Posturas (01), Instrutor Musical (01), Merendeira (01), Motorista – Categoria “D” (Condutor de Ambulância) (01), Motorista – Categoria “D” (Condutor de Transporte Escolar) (05), Motorista – Categoria “D” (01), Operador de Máquinas Pesadas (01), Orientador Social (02), Professor de Educação Básica I (Educação Infantil 1º ao 5º) (06), Professor de Educação Básica II (Professor de Matemática) (01), Supervisor Escolar (01), Técnico Agrícola (01), Técnico em Edificações (01), Técnico em Enfermagem (01), Tratorista (01).

Veja edital completo aqui!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

PROBLEMA SOCIAL

VÍDEO: Conselho Tutelar notifica pais por causa de crianças pedindo nos semáforos de Cajazeiras

OPÇÃO RELIGIOSA

VÍDEO: Retiro de Carnaval de Pombal anuncia programação da 35° edição com atrações a nível nacional

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Wesley, Éder Paulista e o técnico Ederson Araújo aprovam estreia do Atlético e elogiam a torcida

FALTA DE COMODIDADE

Professora cobra fiscalização na ocupação de calçadas por comerciantes que interfere a mobilidade urbana