header top bar

section content

Ministério Público e Promotoria pedem na Justiça anulação de concurso de prefeitura no Sertão

A ação requer a suspensão imediata do contrato firmado com a empresa Real Concursos, Consultoria e Serviços LTDA

Por

07/10/2014 às 14h00

MP quer anular concurso em Taperoá

O Ministério Público do Estado da Paraíba, através da Promotoria de Justiça de Taperoá, Sertão do Estado ajuizou uma ação civil pública requerendo que o município de Taperoá suspenda de imediato o concurso publico realizado em agosto de 2014 para preencher as vagas que estão abertas nos quadros administrativos por vício na licitação.

A ação requer a suspensão imediata do contrato firmado com a empresa Real Concursos, Consultoria e Serviços LTDA, bem como de qualquer pagamento à empresa;  e a suspensão imediata dos atos de nomeação dos candidatos classificados no concurso.

De acordo com a promotora de Justiça Carmem Eleonora Perazzo, a empresa Real Concursos, Consultoria e Serviços LTDA foi contratada pela Prefeitura de Taperoá através da modalidade de licitação Tomada de Preço do tipo menor preço global, em afronta ao disposto no artigo 46 da Lei Federal 8.666/93. 

“Por entender que a licitação para a contratação de serviços intelectuais para a realização de concurso público não abarca a possibilidade de ser do tipo menor preço global, isto porque, a elaboração de provas de concursos públicos, como também sua operacionalização, aplicação e posterior correção, não podem ser enquadrados como prestações padronizadas de mercado, de fácil acesso e desprovidas de peculiaridades específicas, o Ministério Público ingressa com a presente ação civil pública”, explicou a promotora.

Da secom

Tags:

Recomendado para você pelo google

SERTÃO EM DESTAQUE

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, Paulo Maia toma posse para comandar OAB Paraíba até 2021

MODELOS DE SUCESSO

VÍDEO: Empresários do Pará interessados em implantar TV A CABO visitam Netline e TV Diário do Sertão

DUAS CONDENAÇÕES

VÍDEO: Comentarista afirma que Lula vai morrer em breve porque “não aguenta mais tanta humilhação”

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Novas nomeações em Cajazeiras são resultado das ‘pazes’ entre Jeová e Júnior, diz comentarista