header top bar

section content

Dentes brancos, pele suave e cabelo nutrido: truque está na cozinha

Farah Dhukai é uma das youtubers de beleza com mais sucesso

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

14/05/2017 às 07h18 • atualizado em 13/05/2017 às 19h20

Dicas de beleza (Foto: Divulgação / reprodução)

No YouTube, ela já conta com quase dois milhões de subscritores. No Instagram, são mais de cinco milhões. Mas o que é que faz de Farah Dhukai um caso de sucesso? Os seus truques caseiros de beleza.

Para esta jovem, não existem barreiras para se ter uma pele mais bonita, um cabelo mais nutrido, dentes mais brancos ou uma maquiagem mais cuidada. Na prática, Farah Dhukai prova que os truques de beleza feitos em casa e com ingredientes baratos e simples podem ser a melhor aposta, revela a revista norte-americana Cosmopolitan.

Quer uma prova? Comecemos pelo cabelo e pele que passam de secos e desidratados, para suaves e nutridos… e tudo por conta de um simples frasco de geleia de agave. No vídeo publicado no último dia 20 de março, e que conta já com mais de cinco milhões de visualizações no Instagram, a youtuber mostra como o segredo está muitas vezes na cozinha.

E continuando na cozinha, é lá que Farah Dhukai encontra a solução para um outro ‘drama’ comum em homens e mulheres: os dentes amarelos. Segundo a jovem, basta juntar um pouco de óleo de coco a açafrão, aplicar nos dentes e esperar cinco minutos até retirar o preparado.

Nas redes sociais, Dhukai dá ainda conselhos de maquiagem e de penteados, filmando alguns tutoriais que mostram como a simplicidade é, por vezes, a chave.

Notícias ao Minuto

Tags:
"AQUI NESSA MESA DE BAR"

VÍDEO: Homenagem a garçons de Cajazeiras no programa Xeque-Mate tem música, drinks e boas histórias

SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’