header top bar

section content

VEJA VÍDEO: Prefeito faz discurso bêbado e ganha a internet “Beber pode, roubar é que não pode”

Guga de Paula (PP), em seu terceiro mandato, se tornou popular em todo o estado do Rio de Janeiro.

Por Priscila Belmont

24/05/2017 às 10h58

O prefeito da pequena Cantagalo, no Centro Fluminense, já é velho conhecido do município. Mas agora, Guga de Paula (PP), em seu terceiro mandato, se tornou popular em todo o estado do Rio depois de ser flagrado discursando sob o efeito de “algumas cachaças”.

No último sábado (20), o prefeito compareceu ao distrito Santa Rita da Floresta para a tradicional Festa de Maio, que, em suas próprias palavras, recebeu ajuda de R$ 7.900 da administração municipal.

No palco do evento, ele agradeceu o apoio popular e prometeu um aporte maior no ano que vem, para pagar “a p***a toda”.

Tropeçando nas palavras, Guga chegou a negar que estivesse bêbado, mas depois admitiu o consumo de cachaça e engatou: “Quem não bebe?”, arrancando risos da plateia.

“Quem quiser falar mal de mim, não fala mal de mim, não. Sabe por quê? O prefeito é doidão!”, continuou o político, eleito com 69% dos votos válidos.

A notícia foi compartilhada pelo site “Friburgo urgente”, e já rendeu mais de 150 mil visualizações, somando duas postagens diferentes. Muito mais do que os 16 mil eleitores de Cantagalo.

Em tempo: embora alguns internautas tenham criticado o ocorrido, muitos cantagalenses saíram em defesa do prefeito, defendendo, por exemplo, que “beber pode. Roubar é que não pode”.

Extra

Recomendado para você pelo google

DESMITIFICANDO!

ASSISTA: Médico e ex-prefeito de Cajazeiras esclarece polêmicas que envolvem o tratamento ‘eletrochoque’

CRÍTICAS A IMÓVEL ALUGADO

VÍDEO: Interdição de escola gera embate entre professores e gerente de Educação na cidade de Cajazeiras

ACIDENTE DE MOTO

EXCLUSIVO: Do hospital, Paulo Feitoza revela que quase ficou paraplégico e diz que está vivo por milagre

NA TV

VÍDEO: Casal de idosos volta a fazer apelo para reformar casa que corre risco de desabar em Cajazeiras