header top bar

section content

Homem transgênero e parceiro dão as boas-vindas ao 1º filho biológico

Em um vídeo publicado no Facebook, a dupla apresenta a criança e conta que o bebê passa bem e é saudável

Por Priscila Belmont

16/07/2017 às 12h16 • atualizado em 16/07/2017 às 14h35

ss

Trystan Reese ficou grávido. Confuso? Calma que a gente explica. Trystan é transgênero (nasceu em corpo biologicamente feminino, mas identifica-se como homem). Ele mora na cidade de Portland, nos Estados Unidos, com seu parceiro, Biff Chaplow.

Neste sábado (15/7), eles deram as boas-vindas para o primeiro filho biológico do casal, que nasceu com mais de 4kg. Em um vídeo publicado no Facebook, a dupla apresenta a criança e conta que o bebê passa bem e é muito saudável.

O casal tem dois filhos adotados, um menino de nove anos e uma menina de seis, que são sobrinhos biológicos de Chaplow. Eles adotaram o casal depois de namorar durante um ano. “Nós recebemos um telefonema e soubemos que as coisas realmente estavam mal na casa deles e [as autoridades] nos disseram: ‘Ou você os leva ou eles vão para o orfanato’. Juntos, decidimos fazer o nosso melhor para cuidar deles”, explicou Reese.

Na primeira tentativa de reprodução em 2016, Trystan sofreu um aborto espontâneo antes de uma consulta de ultrassonografia de seis semanas. Biff queria aguardar um ano antes de tentar outro bebê, mas o parceiro tinha pressa. Então, Trystan, que nasceu mulher, suspendeu a ingestão de testosterona e acabou engravidando novamente. A gestação, de acordo com ele, foi tranquila.

“Foi muito fácil e não houve complicações. O processo de crescer uma vida dentro de você é realmente incrível e emocionante”, confessou Trystan à revista Vice.

Metrópoles

DE 22 A 27 DE JANEIRO

VÍDEO: Teatro Ica completa 34 anos em Cajazeiras com extensa e diversificada programação cultural

DE 2017 PARA ESTE ANO

VÍDEO: São José de Piranhas tem aumento alarmante de homicídios em 2018; confira balanço da PM na região

VIXE!

VÍDEO: Vidente detalha futuro da imprensa de Cajazeiras e prevê mortes: “Não chega às festas juninas”

É DO SERTÃO!

Cantores mirins do Vale do Piancó estão fazendo sucesso e bombando em vários estados brasileiros