header top bar

section content

Você sabia que todo mundo beija da mesma forma? Entenda aqui como isso acontece

Os seres humanos estão ‘programados’ para inclinar a cabeça em uma única direção quando vão beijar os seus parceiros

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

23/07/2017 às 09h20 • atualizado em 22/07/2017 às 19h22

Os seres humanos estão ‘programados’ e beijam iguais

Um estudo realizado por pesquisadores das universidades de Dhaka, Bath e Bath Spa revela que os seres humanos estão ‘programados’ para inclinar a cabeça para o lado direito quando beijam os seus parceiros.

Para o estudo, publicado na revista científica Scientific Reports, os investigadores estudaram 48 casais casados no Bangladesh, onde os beijos geralmente não são observados em público.

Foi pedido aos casais que se beijassem em privado, nas suas casas, e que de forma independente reportassem os diferentes aspectos dos beijos.

Como reporta o Independent, este estudo concluiu que os homens eram 15 vezes mais propensos a iniciar o beijo do que a mulher e que ambos os parceiros preferem inclinar a cabeça para o lado direito. Em mais de dois terços dos casos, tanto quem iniciava o beijo como quem o recebia inclinava a cabeça para a direita.

Os dados recolhidos pelo estudo também revelaram que ser destro ou canhoto previa a direção no qual as pessoas inclinavam a cabeça, sendo que a direção estabelecida pelo iniciador determinava a de quem o recebia, que a imita, como um espelho, de forma a que os rostos de encaixem no beijo, em vez de ficarem para o mesmo lado.

Notícias ao Minuto

Tags:

Recomendado para você pelo google

SERVOS DE DEUS

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre a filiação divina e o exercício da mediunidade

SUCESSO

VÍDEO: Programa Acústico Diário recebe o cantor cajazeirense Fabinho Mendes com os sucessos do momento

VÍDEO

Corpo jovem desaparecida é encontrado em avançado estado de decomposição; amiga fala da relação com o ex

AO VIVO

ESPECIAL: Sessão da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba em Cajazeiras – 156 anos