header top bar

section content

“Se eu estiver muito cansada, transar me relaxa”, diz Juliana Paes

Atriz é capa e recheio da edição de agosto da GQ Brasil. Morena falou sobre Bibi, fez revelações sobre sexo e explicou o que a broxa nos homens

Por Priscila Belmont

05/08/2017 às 08h00 • atualizado em 04/08/2017 às 19h05

Divulgação/GQ -Juliana Paes

Ser parada na rua ficou ainda mais corriqueiro para Juliana Paes depois de seu papel como Bibi Perigosa em “A Força do Querer”, novela das nove da Globo. Revelações como essa e muito mais foram feitas durante o ensaio pra lá de sensual que a morena fez para a GQ Brasil no trecho que liga as estações paulistas Brás e Mooca, da linha da CPTM.

Dar vida, atualmente, à traficante Bibi Perigosa na trama de Gloria Perez, tem feito com que Juliana Paes viva uma fase de grande popularidade por conta da repercussão do papel. “A Bibi é uma personagem complexa. Ela é compulsiva, doentia, sofre da patologia de ser necessária para o homem dela. Fico pensando: se o meu marido entrasse no ilícito, virasse marginal, será que eu sairia sem antes tentar resolver? Não sei”, revela a atriz. “Desse ponto de vista, minha biografia é tranquila. Nunca tive namorado dependente químico, abusador, nada. No fundo, eu sou uma nerd criada para ser a melhor aluna da classe”, completa.

Fazendo ainda mais revelações no ensaio para GQ Brasil, Juliana ainda falou sobre homens e sexo. Segundo a atriz, nada pode superar grosseria masculina, coisa que a broxa mais do que um dia inteiro de trabalho – o que, usualmente, costuma sugar todas as energias da morena. “Se eu estiver muito cansada, transar me relaxa. Mas, se alguém foi ríspido comigo de manhã, pode ter certeza de que não vai me comer de noite”, pontuou Paes.

Bibi Perigosa

Juliana Paes é uma atriz mega conhecida, e parece que com a interpretação de Bibi a luz do holofote ficou ainda mais forte sobre ela. No entanto, o que muitos não sabem é que a personagem vivida por Paes foi inspirada em uma figura real. Fabiana Escobar foi casada com Saulo de Sá Silva, um dos maiores traficantes da Rocinha, conhecido como “o Barão do Pó”. Fabiana, inclusive, lançou o livro “Perigosa”, que serviu de inspiração para Gloria Perez dar início a construção da personagem de Juliana.

Gente – iG

Recomendado para você pelo google

POLÊMICA

VÍDEO: Vereador cobra a convocação do concurso de Cajazeiras: ‘Era de urgência e o prefeito não convoca’

VÍDEO

Deputado cajazeirense abre o jogo e revela com quem fica após o racha no PSB da Paraíba

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre tradicional colégio de Cajazeiras e recebe diretora, professoras e alunas

ALUNOS DÃO SHOW

VÍDEO: 3º dia da Mostra de Conhecimentos destaca a natureza, tecnologias, leitura, teatro e matemática