header top bar

section content

Especialista ensina como praticar sexo anal para testar com seu parceiro e evitar as dores

A sexóloga Carla Cecarello explica que não se deve nunca iniciar a prática por uma posição em que a penetração anal é muito direta

Por IG

11/10/2018 às 08h14 • atualizado em 11/10/2018 às 09h20

Principal dica sobre como fazer sexo anal é usar muito lubrificante, já que a região não é lubrificada naturalmente (Foto: Shutterstock)

A fim de inovar na hora do sexo , uma leitora do site Delas decidiu testar a penetração anal com o parceiro. O problema é que, apesar dessa vontade de conhecer a prática, eles não sabiam direito como fazer sexo anal.

“Sempre escutamos que era algo muito prazeroso para os dois e decidimos tentar. Porém, o ‘prazer’ não foi tão prazeroso e, sim, doloroso! Senti muita dor na hora do ato e principalmente depois. Gostaria de saber se é normal doer, se nas próximas tentativas irá doer novamente e se tem uma posição certa pra fazermos”, nos escreveu a leitora sobre como fazer sexo anal .

A sexóloga Carla Cecarello explica que não se deve nunca iniciar a prática por uma posição em que a penetração anal é muito direta, como quando a mulher fica de quatro. O indicado é que a mulher tenha um mínimo de controle dos movimentos.

“A posição de conchinha para os iniciantes é a ideal. Ao mesmo tempo em que a mulher é penetrada, ela mesma e/ou o parceiro podem estimular o clitóris para gerar prazer, e o contato corpo a corpo também é muito importante.”

Só depois que o casal já aprendeu mesmo a como fazer sexo anal é que vale investir em novas posições sexuais. No começo, o ideal é apostar no conforto e na segurança dos movimentos, mas com a prática é possível ousar mais um pouco.

A conhecida posição em que a mulher fica de quatro, por exemplo, só indicada para os casais que já sabem mesmo como fazer sexo anal e estão acostumados com esse estímulo. Assim como no sexo vaginal, a abertura fica maior para a entrada do pênis, e a penetração é mais profunda, podendo gerar dor em algumas mulheres por diferentes motivos.

Como fazer sexo anal da forma correta?
Mas antes mesmo de falar sobre posições, é importante saber que existe todo um preparo que deve ser feito antes da penetração. A especialista alerta que, quando se encosta no ânus, ele sofre uma contração, e muitas vezes os casais fazem a penetração quando a região está contraída, algo que não pode acontecer porque vai gerar dor.

“Tem de permanecer encostadinho no ânus. Ele vai contrair, aí espera relaxar, para que depois possa ser feita a penetração. Também não se inicia a prática anal logo pelo pênis, mas com o dedo primeiro. Então encosta no ânus, espera contrair, na hora que relaxa introduz o dedo e assim vai, com um dedo, depois dois dedos, até conseguir a penetração com o pênis.”

Outro preparo essencial e indispensável é a lubrificação da região, já que, diferentemente da vagina, ele não tem lubrificação própria. E se a penetração ocorrer com a região seca, pode, sim, machucar e causar dor. Então o certo é lubrificar bastante antes.

“E na hora de usar o pênis é importante o uso do preservativo porque a mucosa anal absorve muito facilmente qualquer tipo de vírus e bactéria, portanto tem que preservá-la utilizando o preservativo”, alerta a sexóloga. Lembrando que se o casal não quiser mais a penetração anal, mas, sim, a vaginal, é preciso trocar a camisinha antes do ato para evitar contaminar a mulher com restos de fezes.

E pensando nesse assunto, Carla não indica fazer a chamada “chuca”, que é a lavagem do ânus para que não saia nem um pouco de fezes durante o ato. Algumas pessoas introduzem o chuveirinho do banheiro para deixar entrar água quente e lavar a região, mas isso pode machucar e ainda interferir na proteção natural do organismo e a flora intestinal.

Fiz tudo isso, mas durante ainda dói. O que eu faço?
Se o casal deu o tempo necessário para o ânus relaxar, fez tudo com muito cuidado e calma, escolheu a melhor posição para a mulher ter controle dos movimentos, lubrificou bem a região e mesmo assim dói durante o ato, não tem outro jeito, o melhor é parar.

“O casal tem de tentar outras propostas para o sexo . Mas para não doer esse preparo que eu falei anteriormente de como fazer sexo anal é fundamental. E não só isso, precisa ter muita tranquilidade também. A mulher precisa estar muito relaxada para que ela possa receber o pênis”, explica Carla.

Para que isso ocorra, vale investir bem nas preliminares, que elas sejam intensas, e que a mulher se sinta bastante envolvida tanto sexualmente quanto psicologicamente com a situação. Conversar bastante com o parceiro antes do ato é essencial.

“Mas se ela estiver sentindo muita dor mesmo com as dicas de como fazer sexo anal, é um sinal de que ela não está relaxada o suficiente para receber esse pênis, e por esse motivo vai doer bastante porque ela está com a musculatura anal totalmente contraída, então tem de parar.”

Além disso, se persistir a dor mesmo após o fim do ato, principalmente se essa dor for muito intensa, o indicado é buscar ajuda de um médico porque pode ter machucado muito a região. Uma certa irritação pode acontecer, da mesma forma que com a penetração vaginal, mas dor é sinal de que algo está errado.

Nem toda mulher vai se dar bem com o anal – e tudo bem
Uma coisa é saber na teoria como fazer sexo anal, outra bem diferente é na prática. Apesar da penetração que não a vaginal ser uma opção de prazer para algumas pessoas, nem todas as mulheres vão se dar bem com ela porque envolve diferentes questões.

A sexóloga explica ainda que quem tem intestino preso deve até mesmo evitar, já que muito provavelmente vai sentir certo incômodo e ter sensação de estufamento porque o local por onde o pênis vai passar costuma acumular fezes no caso de prisão de ventre. Mulheres que já sofreram com fissuras e hemorroida também devem buscar outras formas de prazer.

“Na verdade, a maior parte das mulheres não se adapta, mas não só porque não sabe como fazer sexo anal, mas também porque ficam tensas. Muitas acabam se sentindo muito subjugadas no sexo, por achar que isso é coisa de ‘mulher vagabunda’, que há muita submissão, que os parceiros que gostam têm esse desejo por ver muita pornografia… e às vezes tem tudo isso, não é nem a questão da dor em si.

O sexo anal ainda é um tabu, assim como o prazer feminino, então é normal a mulher sentir uma pressão maior em relação a esse assunto. E não há problema nenhum em não se sentir à vontade para praticar ou não se adaptar, afinal de contas, há diversas outras formas de inovar na cama.

Entre as dicas de Carla, está fazer coisas inusitadas, que o outro não está esperando, para deixar a relação mais divertida e lúdica. Sabe de alguma outra fantasia que o parceiro tem além do sexo anal? Se for algo que te agrada mais, pode ser uma boa oportunidade de colocar em prática sem que ele esteja esperando.

“Tirar um final de semana para viajar também é outra ideia, já que não fazer sexo na própria cama ou em casa e praticar em um ambiente diferente pode provocar um entusiasmo novo na relação.”

Acessórios, como brinquedos sexuais , também podem ser outra ideia de tirar o sexo da mesmice de uma forma mais tranquila do que com a penetração anal. Mesmo para quem não sabe direito como usar, a especialista explica que essa é uma forma do casal brincar e descontrair, sendo possível estreitar a relação. Ao invés de tentar aprender uma nova prática sexual, o casal pode descobrir como divertir ainda mais o que já fazem.

“E acima de tudo, o casal sempre que possível deve conversar sobre intimidade, falar sobre posições do sexo, de que jeito que gosta da penetração, sobre preliminares, a intensidade certa para a penetração, pressão, como gosta do ato e assim por diante. Essa intimidade aproxima muito os casais e dá um ‘gás’ diferente na relação, faz com que os parceiros fiquem mais próximos e tenham mais vontade de estar juntos um do outro”, completa a sexóloga.

Fonte: IG - https://delas.ig.com.br/amoresexo/2018-09-29/como-fazer-sexo-anal.html

VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população

MAIS UMA ESPECIALIDADE

VÍDEO: Clínica de Cajazeiras conta agora com médico especialista em doenças do intestino, reto e ânus

EPISÓDIO 14

VÍDEO: Coisas de Cajazeiras mostra trajetória do ex-prefeito Chico Rolim e fala de segurança no trabalho