header top bar

section content

ARMADILHAS DO RELACIONAMENTO: 4 atitudes que podem acabar com qualquer relacionamento

Viver pelas aparências, corresponder às expectativas alheias e buscar apenas padrões são alguns dos principais erros na hora de firmar um relacionamento

Por IG

24/03/2019 às 12h16

O relacionamento não está dando certo? Pode ser que você tenha cometido algum erro na hora de construir a relação (Foto: shutterstock – IG)

Como construir um bom relacionamento? Muitas mulheres podem se perguntar isso e achar que há uma regra para não cair em uma cilada. A verdade é que não há um passo a passo para um bom namoro ou casamento, mas é possível dizer alguns erros mais comuns que as pessoas cometem na ilusão de estar construindo uma boa relação.

Para Camilla Couto, orientadora emocional para mulheres com foto em relacionamentos, seguir a expectativa social na hora de escolher alguém para construir um relacionamento pode ser o grande erro de muitos casais.

“Sabe aquele cara ‘bom partido’ que você conheceu? Ele pode ter muitas qualidades, mas, pare e pense: é isso mesmo que você quer? Quando relacionamentos são construídos em cima de pré-requisitos sociais, de crenças e expectativas ‘padrão’, acabam ficando aquém nos quesitos amor e afeto”, diz Camilla.

A profissional ainda explica que, para que a base de um relacionamento amoroso seja mais sólida, é preciso escolher de acordo com quem somos quando estamos juntos, como nos sentimos na companhia um do outro, se fazemos bem um ao outro. “Nem que, para isso, tenhamos que dizer ‘não’ às expectativas sociais e ‘sim’ aos nossos próprios sentimentos”, enfatiza.

4 atitudes que podem fazer o relacionamento ruir

shutterstock
Na hora de construir um relacionamento, é preciso estar atenta para não cometer alguns erros que podem arruinar tudo

A orientadora emocional listou os principais erros na hora de construir uma relação com alguém. Veja quais são eles e escape de armadilhas:

1. Importar-se apenas com o “status”

Antes mesmo de conhecer algum a fundo, algumas pessoas colocam o que ela representa a frente: carreira, beleza ou até mesmo o sobrenome. “É verdade, tudo isso já foi importante um dia, mas é coisa do século passado! Nos dias de hoje, o que importa (ou, ao menos, deveria importar) quando optamos por nos relacionar é o nosso crescimento pessoal, o nosso bem-estar genuíno”, fala a orientadora emocional.

Dessa forma, Camilla diz que é preciso se desprender desses rótulos superficiais para entender o que realmente ambos querem e se construir uma relação é algo comum para os dois.

2. Corresponder às expectativas alheias

Você está se relacionando com uma pessoa que não é bem aquele tipo com o qual sonhava, essa não é a vida que você realmente desejava, para diante de todos – família, amigos e colegas de trabalho – é o quadro perfeito. Diante dos olhos outros, parece ser a relação ideal para você. Porém, mesmo com tudo isso, você não para de se perguntar “Por que eu não consigo ser feliz?”.

Pois é, essa pessoa pode ate ser “ideal” para alguém, mas não para você. “Provavelmente você viva fingindo o tempo todo, para si e para os outros, e tentando se enquadrar no cenário perfeito que foi planejado socialmente. Mas, até quando?”, provoca Camilla.

É preciso se colocar no centro da sua própria vida e repensar esse relacionamento. Deixe de lado as expectativas alheias, o que importa mesmo é que você se sinta feliz e confortável com quem se relaciona. Pare de buscar relações que satisfaçam os outros e procure aquilo que lhe faz feliz.

3. Comporta-se de forma “forçada”

Imagine o cenário: você está em um relacionamento considerado ideal, com alguém considerado ideal, em uma realidade considerada ideal. E então, você vive ouvindo da sua mãe e de seus amigos e amigas que é preciso cuidar para não perder tudo isso, certo? Afinal, você deu sorte!

Porém, de acordo com Camilla, o quatro é triste e não existe nada de real nele, nem mesmo nas suas atitudes. Afinal, se você tem medo de perder o quem, passa a viver medindo as palavras que fala e calculando os passos que dá. Você passa a aceitar situações que não condizem com os seus desejos e verdades. Ou seja, vive de maneira “forçada” apenas para manter as aparências. “É triste, mas acontece muito. Só que sem espontaneidade, não há amor”, fala a orientadora emocional.

shutterstock Esqueça a ideia de construir um relacionamento perfeito e “padrão”, a dica é levar uma vida sem tantos rótulos

4. Buscar apenas padrões

Na mesma linha do “status” e da expectativa alheia, é comum cair em um relacionamento só pelo fato de a outra pessoa corresponder a determinados padrões da sociedade. Pode ser um padrão intelectual, de beleza ou profissional. Mais uma vez, importa mais o que ela representa, do que realmente quem ela é. Ou, então, construir uma relação padrão, sem se deixar viver por medo da opinião dos outros.

Para Camilla, o amor verdadeiro pede que nos desfaçamos dos rótulos. “Muitas vezes, ir na contramão das expectativas e dos padrões sociais pode ser a melhor escolha. Temos que ter em mente que ser livre pode ser muito melhor do que ser igual para se encaixar, para ser aceito”, fala a orientadora emocional.

Como acertar?

Agora que você já sabe o que evitar, Camilla dá uma dica final sobre em que você deve se basear na hora de escolher alguém para se relacionar. Quando você começa a sair com um “crush”, é interessante perceber quem você é quando estão juntos. “Se ele te faz querer ser uma pessoa melhor, se você pode ser quem realmente é, sem medos e pressões”, fala.

A dica é se entregar e se permitir amar de forma natural, leve e fluída. “Para isso, é preciso cumplicidade, companheirismo, intimidade. Escolha alguém com quem você se sinta em casa, que acredite nos seus sonhos, que traga à tona suas melhores versões”, finaliza. Dessa forma, as chances de construir um relacionamento sólido e duradouro são maiores.

Fonte: IG - https://delas.ig.com.br/amoresexo/2019-03-24/relacionamento-erros.html

Recomendado para você pelo google

QUER MAIS SEGURANÇA

VÍDEO: Cantor da região de Cajazeiras diz que consumo de drogas nas festas dificulta fechar contrato

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Em Cajazeiras, médica explica o que é ‘prato colorido’ para quem quer perder peso com saúde

BOMBA

VÍDEO: Jornalista cajazeirense mira nos ‘Bocas Loucas’ da política paraibana

ESPECIAL DE PÁSCOA

VÍDEO: TVDS exibe programa ‘Mensagem de Fé com Frei João Batista’ em especial de Semana Santa