header top bar

section content

Ex-rainha de bateria engorda demais e chama atenção de curiosos; veja!

Bailarina que ficou conhecida por ferir os pés no sambódromo carioca fala sobre a vida longe da folia 22 anos depois: 'O carnaval ficou no passado.'

Por

18/11/2014 às 09h45

Luciana Sargentelli em 2014 e na década de 90 (Foto: Isac Luz/ EGO e Acervo Pessoal)

Com o mesmo sorriso cativante que empolgava a Sapucaí nos anos 90, a belíssima mulata Luciana Sargentelli, 43 anos e mãe de uma filha de 15 anos, chamou a atenção na madrugada desta terça-feira, 18, durante a festa que marcou o lançamento do programa "Globo de Ouro – Palco Viva", realizada na Zona Sul do Rio.

Filha de Oswaldo Sargentelli- um especialista em mulatas – Luciana falou sobre o seu afastamento do carnaval carioca: "Ano passado desfilei na Estácio de Sá, onde já fui rainha de bateria, mas a filha agora cresceu. O carnaval ficou no passado. Foi uma fase linda da minha vida. Eu era muito viciada em carnaval e precisei dar um tempo".

A história de Luciana Sargentelli no carnaval carioca
O reinado de Luciana Sargentelli como rainha de bateria da escola de samba Estácio de Sá durou 12 anos. Durante esse período, ela viajou o mundo todo com apresentações temáticas sobre a cultura brasileira.

"Eu fui rainha de bateria da escola durante 12 anos. Como naquela época viajava o mundo inteiro fazendo shows, os carvalescos Mario Monteiro e Chico Espinoza não sabiam se eu iria voltar a tempo de assumir meu posto, e convidaram Monique Evans para ser a rainha. Quando cheguei ao Brasil, eles decidiram construir um carro-tripé para que eu desfilasse. Só que eu não sei me controlar. Comecei a sambar freneticamente e senti que de sandália, que era muito maior que meu pé, eu iria despencar. Fiquei descalça e só fui notar meus pés sangrando no meio do desfile. E era muito sangue! Mas como digo, eu entrei em êxtase naquele desfile, ouvindo a arquibancada cantar nosso samba. Sabia que seríamos campeões", recordou ela sobre o ano de 1992.

Depois de engordar cerca de 23 quilos nos últimos 15 anos, Luciana quer acabar de vez com o efeito sanfona, sair dos 86kg e voltar à casa dos 60kg, que mantinha em seus 1,72m: "E quando eu dançava eu me achava gorda! Como pode? Vivo nessa luta contra a balança. Emagreço cinco, engordo quatro quilos. Quero encontrar a chave do equilíbrio. E a bem da verdade, eu relaxei mesmo. Mas não sinto nenhum preconceito porque estou fora dos padrões da barriga negativa", garantiu.

EGO

Tags:
ASSISTA!

Arquitetura, urbanismo e direitos humanos marcaram último episódio da temporada do Coisas de Cajazeiras

VÍDEO

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco

SERTÃO PRESTIGIADO

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, OAB-PB empossa os eleitos para comandar a instituição

ÁGUA

VÍDEO: Prefeito de Santa Helena inaugura barragem na comunidade São Bento e açude já acumula água