header top bar

section content

Sexo no chuveiro: saiba como aproveitar ainda mais esse fetiche

O sexo no chuveiro está ficando mais divertido e seguro. As empresas de artigos eróticos apostam em acessórios especiais que garantem a festinha no banho. Esses produtos resolvem problemas muito comuns ao úmido e escorregadio boxe. É o caso das alças com ventosas, que podem ser presas nas paredes de azulejos. Elas permitem que os […]

Por

23/06/2014 às 09h50

O ginecologista e terapeuta sexual lembra que o boxe agrada pela privacidade / Foto: imprensa

O sexo no chuveiro está ficando mais divertido e seguro. As empresas de artigos eróticos apostam em acessórios especiais que garantem a festinha no banho. Esses produtos resolvem problemas muito comuns ao úmido e escorregadio boxe. É o caso das alças com ventosas, que podem ser presas nas paredes de azulejos. Elas permitem que os parceiros, mesmo os mais empolgados, tenham apoio e segurança.

“Esses produtos já são muitos comuns na Europa e agora começam a chegar ao Brasil. As pessoas ficam empolgadas quando descobrem que eles existem”, conta Fabiana Pragier, proprietária da sex shop Alizée, no bairro dos Jardins, em São Paulo.

Segundo a empresária, os suportes para joelhos e cotovelos têm boa saída. De superfície emborrachada e macia, essa espécie de tapetinho permite que homens e mulheres se apoiem sem se machucar. “Dá para fazer sexo oral, por exemplo, sem ficar com o joelho todo esfolado pelo piso duro do banheiro”, explica Fabiana. O acessório também evita que a pele deslize pelo chão ensaboado.

Já outros suportes têm a função indireta de facilitar a penetração. Com ventosas, que também se prendem nas paredes azulejadas, os apoios de pés deixam o corpo em ângulos mais favoráveis para o sexo. E para quem não abre mão do fetiche nem de debaixo d´água, as algemas para ambientes molhados são ideais.

Para fechar esse arsenal de acessórios para o ‘sexo molhado’ existem ainda as esponjas vibratórias, que além da função básica de ensaboar, também estimulam o prazer com suas tremidinhas. Da mesma forma funcionam os massageadores e vibradores à prova d’água e de choque.

– Capriche no jogo erótico: “A visão dos corpos molhados é excitante. Você está em casa e, de repente, pinta um clima. Nada melhor do que brincar debaixo d’água, é muito sensual”, diz a sexóloga Carmen Janssen, autora do livro “Inteligência Sexual – Afetividade, Prazer E Sensualidade Na Vida A Dois”.

O ginecologista e terapeuta sexual Celso Marzano lembra que o boxe do banheiro agrada por causa da privacidade que ele oferece, especialmente aos casais com filhos. “Além disso, usa-se mais os cinco sentidos e a resposta sexual é maior”, acrescenta.

– Não exagere na temperatura: A água morna é ótima para estimular o desejo. “Ela proporciona a vasodilatação de todo sistema circulatório e também da região genital masculina e feminina. Quanto mais dilatação vascular, maior é a ereção e a lubrificação, que fica mais intensa”, esclarece Celso.

Mesmo assim é bom não apertar demais o seletor de aquecimento. A água quente pode derrubar a pressão arterial e comprometer a saúde da pele.

– Condicionador não é lubrificante: Sabonete, xampu e o condicionador servem mesmo para higiene e não como lubrificantes. “Esses produtos não devem ser usados, já que mudam o pH genital e podem provocar coceiras e alergias nessa região”, avisa Celso.

– Como garantir a lubrificação:Embora estimulante, a água interfere na lubrificação vaginal. Da mesma forma, a camisinha pode ficar comprometida e acabar se rompendo. De acordo com Celso, um lubrificante à base de água pode ajudar resolver o problema. E na hora da penetração, desligue o chuveiro. Assim a água não vai prejudicar a lubrificação e, além disso, você evita o desperdício.

– Sexo anal e sexo oral: As duas modalidades podem ser favorecidas no chuveiro. A água traz a sensação de higiene e deixa as moças envergonhadas mais confortáveis para o sexo anal e oral. Porém, não se engane: o uso de preservativo é indispensável nos dois casos.

Fonte: IG 

Tags:

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante