header top bar

section content

Messi sonha voltar ao Newell’s, mas alerta torcida: “Não posso prometer”

Craque do Barcelona, que jogou nas divisões de base do clube de Rosário, afirma que não tem como saber se um dia conseguirá retornar ao time de sua cidade natal

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

16/04/2016 às 13h17

Quando o Barcelona enfrentou o River Plate na final do Mundial de Clubes da Fifa em 2015, a imprensa internacional voltou a especular sobre qual seria o time do coração do craque durante a infância na Argentina: o Newell’s, onde deu os primeiros passos no futebol em Rosário, ou o River, que tinha seu ídolo Aimar no elenco. Em entrevista à revista argentina “El Planeta Urbano”, o camisa 10 do Barcelona deixou claro que escolheria defender o Newell’s se um dia jogar no seu país, mas evitou fazer promessas à torcida:

– Se eu voltasse à Argentina amanhã, o que me encantaria, o clube seria o Newell’s. Não sei quando vai ser, nem se isso acontecerá ou não. Agora penso no dia a dia, e isso seria dentro de vários anos. A realidade é que nãos ei o que vai acontecer de hoje para amanhã, assim não posso dizer ou prometer que vou voltar, porque não seria sincero da minha parte. Só posso assegurar que me encantaria voltar a jogar no futebol argentino e no Newell’s, mas isso depende de muitas coisas… – disse o craque.

Messi atuou jogou profissionalmente em seu país. Sua carreira começou na categoria de base do Newell’s, em Rosário, cidade na qual nasceu. Ainda criança, chegou a fazer testes no River Plate, mas não foi aproveitado pelo clube de Buenos Aires. Aos 13 anos, se mudou para a Espanha com a família e passou a treinar no Barcelona, onde está até hoje.

Na entrevista, o camisa 10 do Barcelona também comentou sobre as derrotas com a seleção argentina nas finais da Copa do Mundo de 2014 e da Copa América de 2015. Para o craque, a Copa América Centenário, neste ano, nos Estados Unidos, é a chance para acabar com a seca da Albiceleste:

– Meu objetivo sempre é ganhar tudo que puder, seja com o Barça ou com a seleção. Acho que esta Copa América é uma nova oportunidade para a gente. Depois de ter ficado tão perto em duas finais seguidas, agora é uma nova oportunidade para tentarmos aproveitar e darmos nosso melhor para conseguir. É um sonho que todo o grupo vem lutando desde antes do Mundial.

GE

DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”