header top bar

section content

FPF descarta mexer nas semifinais do Paraibano e aguarda posição do TJD

Presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues evita falar sobre a ação movida pelo Treze e mantém Campinense x CSP para o próximo domingo

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

03/05/2016 às 14h21

Amadeu Rodrigues prefere não comentar a ação do Treze (Foto: Edgley Lemos / GloboEsporte.com)

O Campeonato Paraibano segue normalmente. Pelo menos foi o que garantiu nesta terça-feira o presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues. O dirigente não quis comentar a ação do Treze contra o Campinense até que haja uma decisão do Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJD-PB), mas informou que até o processo ser julgado, nada muda no calendário do estadual.

– A Federação não vai se pronunciar até o TJD dar uma posição. Existe um trâmite legal e está dentro dos prazos, mas isso, por enquanto, não afeta o andamento do Campeonato Paraibano – explicou Amadeu Rodrigues.

O processo pode parar o estadual, uma vez que o Galo entrou com um pedido de liminar para que a semifinal entre CSP e Campinense, que começa no próximo domingo, seja cancelada, e que a Raposa seja excluída da competição. A diretoria do Treze espera, com isso, conseguir assumir a vaga do arquirrival no Paraibano.

Na ação movida junto ao TJD-PB, o Galo alega que o Campinense não cumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte, ao deixar de pagar o INSS e o FGTS, e isso teria gerado desigualdade entre as equipes, já que o Treze montou um elenco dentro das suas possibilidades financeiras, enquanto o rival teria priorizado gastos elevados e permanecido na inadimplência. A FPF também foi citada na ação e, segundo o Alvinegro, houve omissão da entidade, que deveria ter excluído o Campinense.

O Tribunal pediu esclarecimentos tanto para o Campinense quanto para a FPF, mas ainda não divulgou nenhuma decisão sobre o caso. Assim, a primeira partida da semifinal entre CSP e Campinense, que acontece daqui cinco dias, está mantida. O jogo está marcado para as 19h do domingo, no Estádio Amigão.

Na manhã desta terça-feira, a diretoria do Treze quebrou o silêncio e falou sobre a ação impetrada. E o vice-presidente do Galo, Paulo Gayoso, se mostrou confiante na vitória do Alvinegro nos tribunais.

GE

Recomendado para você pelo google

PROTESTO

VÍDEO: populares vão às ruas para protestar contra a reforma da Previdência na cidade de Patos

VEJA VÍDEO

Padre de Cajazeiras revela curiosidades sobre o santo casamenteiro: “Faz milagre a pessoa encalhada”

SAÚDE

Dieta milagrosa? Médico diz que a compulsão e afetividade pela comida são perigosas para o emagrecimento

VÍDEO

Mototaxista reclama de multa cobrada na Zona Azul da cidade de Cajazeiras; “Está errado”