header top bar

section content

Federação fica surpresa com a decisão do STJD em suspender a semifinal do estadual

Amadeu Rodrigues se mostra resignado com mais um adiamento da partida entre Campinense x CSP, e teme por falta de datas para encerrar o Campeonato Paraibano

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

14/05/2016 às 13h13

O presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, disse estar surpreso com a decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva de ter paralisado mais uma vez o Campeonato Paraibano e decidido que a ação do Treze contra o Campinense será julgada pela última instância da justiça desportiva.

– Fomos mais uma vez surpreendidos pelo presidente do STJD, que suspendeu as partidas e passou o processo para o próprio superior tribunal. Agora nós vamos esperar a decisão do pleno do STJD na quinta-feira e só depois disso marcar novamente as partidas – afirmou o presidente da FPF, Amadeu Rodrigues.

A decisão do presidente do STJD, Caio César Rocha, foi de suspender novamente a realização da semifinal entre Campinense e CSP, que tinha partidas marcadas para sexta-feira e para a próxima segunda. As partidas foram suspensas até o julgamento da ação do Treze contra o Campinense pelo pleno do Superior Tribunal, no Rio de Janeiro, que acontecerá na próxima quinta-feira, a partir das 10h.

No mandado de garantia, impetrado pelo Treze junto ao Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba, o Alvinegro alega que o Campinense não tem cumprido a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte e está inadimplente com o INSS e o FGTS. Com isso, afirma o Galo, a Raposa obteve uma vantagem indevida.

O processo começou a ser julgado na última quarta-feira, mas a sessão foi interrompida quando os auditores analisavam o mérito da liminar e votavam pela improcedência do pedido do Treze, pois a auditora Graça Almeida pediu vistas. O presidente do tribunal local, Lionaldo Santos Silva suspendeu o julgamento e marcou uma sessão extraordinária para esta sexta-feira.

Agora, o presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, terá de aguardar o julgamento da próxima quinta-feira e só então poderá definir as novas datas da semifinal, para que finalmente Campinense ou Treze – caso este saia “vencedor” do julgamento do dia 19 – enfrentem o CSP.

– A minha maior preocupação é encerrar o campeonato, porque tivemos muitos problemas com a falta de datas após os avanços de Campinense e Botafogo nas outras competições que disputaram. Depois do julgamento no dia 19 nós vamos analisar as datas disponíveis para marcar a semifinal e também a final – disse.

Outra questão que requer atenção da Federação Paraibana de Futebol é a indicação dos representantes paraibanos na Série D do Campeonato Brasileiro. Isto porque a competição está marcada para começar no dia 12 de junho e a Paraíba ainda não tem definidas as duas equipes. A definição, inclusive, depende deste segundo jogo da semifinal, porque o Sousa, Campinense (ou Treze) e CSP brigam por duas vagas.

GE

Recomendado para você pelo google

DONO DA CONSULTRAN

VÍDEO: Especialista em trânsito elogia Zona Azul de Cajazeiras, mas cobra ensino de trânsito nas escolas

QUER MAIS SEGURANÇA

VÍDEO: Cantor da região de Cajazeiras diz que consumo de drogas nas festas dificulta fechar contrato

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Em Cajazeiras, médica explica o que é ‘prato colorido’ para quem quer perder peso com saúde

BOMBA

VÍDEO: Jornalista cajazeirense mira nos ‘Bocas Loucas’ da política paraibana