header top bar

section content

Lutador será investigado por uso de maconha medicinal em evento do UFC

Lutador chegou à coletiva de imprensa do último sábado usando um vaporizador eletrônico que continha óleo de CBD, também conhecido como cannabis medicinal

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

23/08/2016 às 09h38

Nate Diaz: lutador pode ser punido pela USADA por uso de vaporizador eletrônico com maconha medicinal em coletiva (Foto: Evelyn Rodrigues)

Após ser derrotado por Conor McGregor na luta principal do UFC 202, Nate Diaz chegou à coletiva de imprensa pós-evento com um vaporizador eletrônico que continha óleo de CBD, também conhecido como óleo de cannabis medicinal ou cannabidiol, conforme o próprio lutador explicou aos jornalistas.

– É CBD. Ajuda com o processo de recuperação e inflamação, coisas assim. Então, se você quiser usar isso antes ou depois da luta, dos treinos…isso fará da sua vida muito melhor – disse o americano, na ocasião.

Agora o lutador deve ser investigado pela USADA, agência responsável pelo controle antidoping do Ultimate, que declarou ao site “MMA Fighting” que irá analisar a situação e que Diaz pode estar sujeito a punições por conta do uso da substância:
– Posso confirmar que a USADA está ciente da situação e está atualmente colhendo informações para determinar seus próximos passos – declarou o porta-voz do órgão, Ryan Madden, ao site americano.

Nate nunca falhou no antidoping, mas é adepto do uso recreativo da maconha, substância que é banida pela WADA (Agência Mundial Antidoping) em períodos em competição. Segundo o site da USADA, períodos em competição correspondem à janela de 12 horas antes do início da luta até o final do evento, e o fato de Diaz ter usado o vaporizador na coletiva de imprensa infringiria tal regra.

O site da organização também frisa que o atleta que utilizar produtos à base de maconha está assumindo riscos de testar positivo no antidoping, mesmo que o produto não contenha em sua descrição a presença de THC, substância da planta que causa alucinação.

Em Nevada, sede do UFC 202, o uso de cannabis medicinal é permitido para pacientes portadores de uma licença para o tratamento. O remédio é vendido em farmácias licenciadas sob prescrição médica.

Sportv

VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população

MAIS UMA ESPECIALIDADE

VÍDEO: Clínica de Cajazeiras conta agora com médico especialista em doenças do intestino, reto e ânus

EPISÓDIO 14

VÍDEO: Coisas de Cajazeiras mostra trajetória do ex-prefeito Chico Rolim e fala de segurança no trabalho