header top bar

section content

Jogador camaronês ex-Tottenham pode deixar os gramados para ser ator pornô

É isso mesmo, o jogador de 33 anos foi liberado pelo Metz, da França, mas não tem planos para voltar aos campos tão cedo.

Por Luzia de Sousa

28/05/2017 às 10h22

Divulgação Benoit Assou-Ekotto, jogador camaronês de 33 anos, teria recusado oferta de clube inglês para ser ator pornô

O lateral esquerdo camaronês Benoit Assou-Ekotto , ex-jogador do Tottenham , da Inglaterra , recusou uma oferta para voltar ao futebol inglês para se dedicar a carreira de ator pornô . É isso mesmo, o jogador de 33 anos foi liberado pelo Metz, da França, mas não tem planos para voltar aos campos tão cedo.

A revelação de que o jogador quer se dedicar a carreira de ator foi feita pelo renomado treinador inglês Harry Redknapp, que já trabalhou com o camaronês no Tottenham e no Queens Park Rangers, e pretendia levá-lo ao Birmingham, time da segunda divisão inglesa, mas teve sua oferta recusada porque ele preferia tentar a sorte em filmes adultos.

“O único problema é que ele quer ser uma estrela pornô. Talvez eu consiga convencê-lo a jogar mais um ano antes dele decidir isso”, disse o técnico ao podcast “Spurs Show”.

Carreira
Nascido na França, mas com nacionalidade camaronesa, o jogador tem 33 anos e começou a carreira no francês Lens, em 2004. Passou pelo Tottenham Hotspur e pelo Queens Park Rangers, ambos da Inglaterra, além do Saint-Étienne, da França, e o Metz, seu último clube. Ele também atua pela seleção de seu país desde 2009.

Uma declaração polêmica em 2010 causou alvoroço no futebol inglês. No ano seguinte ele ainda admitiu que sua principal motivação para ser jogador de futebol era o salário.

“O futebol é apenas um trabalho, um meio para um fim… há coisas mais importantes na vida do que chutar uma bola… Sim, eu jogo pelo dinheiro, mas não é isso que todo mundo faz quando levanta de manhã e vai trabalhar? Eles fazem isso para garantir o sustento de sua família. Fico enfurecido quando futebolistas dizem que jogam pela camisa. Eu acho que eles devem ser responsabilizados por isso quando eles beijam o emblema e seis meses depois trocam de time por um salário melhor”, disse o jogador.

Ig

Tags:
DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador