header top bar

section content

Alonso tem momento em que foi líder das 500 Milhas imortalizado em foto

Participação do piloto na lendária prova foi tão positiva que McLaren pensa em disputar temporada completa da Indy, de acordo com CEO da categoria: "Faz sentido virem para cá"

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

11/06/2017 às 08h57 • atualizado em 10/06/2017 às 19h07

Fernando Alonso ganha homenagem por momento em que liderou 500 Milhas (Foto: Reprodução)

Durante sua aventura nas 500 Milhas de Indianápolis, Fernando Alonso chegou a liderar 27 voltas da prova lendária antes de, com problemas no motor Honda, ser obrigado a abandonar a corrida. A primeira vez que o espanhol cruzou a linha de chegada na ponta foi na volta 37, momento que vai ficar imortalizado para o espanhol, seja de maneira metafórica ou, agora, literal. É que além da lembrança que o piloto carregará para sempre, ele acaba de receber uma bela homenagem: uma foto emoldurada dele na liderança da Indy 500, com direito ao cronômetro mostrando seu nome no topo da tabela. O presente foi entregue pela chefia da McLaren, formada por Zak Brown e Mansour Ojjeh, além do astro de Hollywood, Michael Douglas. Contudo, não está claro se a fotografia foi um presente de Douglas.

Já na F1, o pesadelo de Alonso na McLaren continua. Além de pouco ter conseguido andar nos treinos livres para o GP do Canadá, com os mesmos problemas se repetindo no MCL32, na classificação ficou com o 12º melhor tempo. O espanhol chegou a ser 15km/h mais lento que os rivais nas retas, de acordo com o radar instalado no Circuito Gilles Villeneuve, em Montreal.

A experiência de Alonso foi tão positiva que a McLaren cogita disputar temporada completa na Indy, de acordo com CEO da categoria
O retorno positivo da experiência do espanhol foi bom para ele, para F1, para a McLaren e, claro, para a Indy. De tão positivo, a equipe britânica cogista disputar não somente a edição 2018 das 500 Milhas, mas também montar um time para correr a temporada completa da Indy, de acordo com o seu CEO, Mark Miles.

– Zak Brown a McLaren esperam voltar a Indianápolis no ano que vem e estão também analisando a possibilidade de entrarem com uma equipe para toda a temporada – afirma Miles.

A ida de para os EUA para a disputa da prova atraiu atenção do mundo todo. Principalmente a partir do momento em que o espanhol começou a mostrar total intimidade com o carro novo e com o circuito oval. Depois de qualificar em quinto para a 101ª edição das 500 Milhas, Fernando chegou a ser líder em quatro oportunidades, andando na frente em um total de 27 voltas.

– Foi um caso de amor. Tudo começou com a vontade do Alonso correr as 500 Milhas em algum ponto da carreira, da McLaren tendo enxergado como seria vantajoso para o time e da Indy e Andretti aproveitando a oportunidade de trazer o espanhol.

Miles afirma que a possibilidade de um time do porte da McLaren fazer parte do grid da Indy seria algo gigantesco, como se entrasse uma nova equipe do porte da Penske, Ganassi e Andretti.

– É uma grande marca em termos de história no automobilismo. O mercado americano é o maior para eles, então faz sentido virem para cá. É uma empresa incrível, Pode ser que estejam no meio de um grande desafio com o projeto da F1, mas isso será resolvido. Eles fazem tudo com primor e são verdadeiros automobilistas. Com a história que eles tem e a força da organização, seriam um adição incrível ao grid da Indy.

GE

Tags:
SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’

VÍDEO

Jovem jornalista estreia programa na TV e conta tudo sobre o Atlético de Cajazeiras no Paraibano 2019