header top bar

section content

Palmeiras bate o Flu em casa e se recupera no Brasileirão

Guerra, em jogada de lateral, Keno e Róger Guedes encerram jejum de quatro jogos sem vitória; Dourado marca o sétimo gol e se isola na artilharia

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

11/06/2017 às 09h07 • atualizado em 10/06/2017 às 19h10

Guerra, em jogada de lateral, Keno e Róger Guedes encerram jejum de quatro jogos sem vitória; Dourado marca o sétimo gol e se isola na artilharia

O Palmeiras fez uso de uma arma já conhecida para colocar um fim no jejum de quatro jogos sem vitória no Brasileirão. Neste sábado, diante da torcida e na eficiência do Cucabol, a equipe fez 3 a 1 no Fluminense e se recuperou no Brasileirão. Guerra, em jogada de lateral na área, Keno e Róger Guedes garantiram os três pontos para o atual campeão; Henrique Dourado, artilheiro isolado da competição com sete gols, diminuiu para os visitantes.

Com duas vitórias em seis jogos e sete pontos na tabela de classificação, o Alviverde tem clássico contra o Santos na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro. Na quinta, o Flu, com dez pontos, encara o Grêmio, às 21h, no Maracanã.

Abel, que já tinha desfalques para o jogo em São Paulo, foi obrigado a mexer no início. Luiz Fernando deixou o campo com uma lesão no joelho após dividida. O Palmeiras, com mais posse de bola, precisou de dez minutos para abrir o marcador no melhor estilo Cucabol: lateral de Zé Roberto da esquerda, desvio de Willian na área e chute de primeira de Guerra, sem chance para Júlio César. A resposta tricolor veio com o artilheiro. Dourado aproveitou bela jogada de Calazans e, livre de marcação, deslocou Prass de direita – o sétimo gol do “Ceifador” no Brasileirão”. Antes do intervalo, Róger Guedes fez fila pela direita e serviu Keno, que não perdoou: 2 a 1.

A etapa complementar foi disputada num ritmo menos intenso. Com a vantagem, o Palmeiras apostou nas saídas em velocidade pelas pontas, mas esbarrou nos erros de passe, principalmente nos momentos de definição com Keno. O Tricolor sentiu fisicamente, deu sinais de cansaço e não respondeu às mexidas de Abel. Em tarde pouco inspirada de Scarpa, a equipe não teve criatividade, mas por muito pouco não marcou no fim. Nos acréscimos, Marcos Júnior apareceu completamente livre e finalizou de cabeça, mas parou em Fernando Prass. A resposta de Róger Guedes foi fatal. Num contra-ataque, o atacante ganhou do camisa 10 do Flu na velocidade, invadiu a área e bateu cruzado para dar números finais ao jogo.

Cuca e Abel Braga deixaram a Arena Palmeiras com dores de cabeça para a sequência da temporada. Do lado alviverde, Felipe Melo preocupa. Aos 20 minutos da segunda etapa, o volante ficou no chão e levou a mão na posterior da coxa direita, sendo substituído por Thiago Santos. No Flu, Luiz Fernando ficou cerca de quatro minutos em campo. O volante sentiu o joelho direito após dividida e, aos prontos, iniciou tratamento com gelo ainda no banco de reservas.

Henrique Dourado foi o destaque do Fluminense no jogo. Ao lado de Calazans, apareceu como ponto de referência no ataque e comprovou a boa fase com mais um gol – o sétimo dele no Brasileirão, artilheiro isolado. Porém, na comemoração, o tradicional gesto do “Ceifador” ficou pela metade. Em respeito ao ex-clube, o atacante parou o movimento no pescoço em frente aos torcedores na Arena, mas, mesmo assim, não fugiu de Felipe Melo, que não gostou da atitude do adversário.

GE

Tags:
VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população

MAIS UMA ESPECIALIDADE

VÍDEO: Clínica de Cajazeiras conta agora com médico especialista em doenças do intestino, reto e ânus

EPISÓDIO 14

VÍDEO: Coisas de Cajazeiras mostra trajetória do ex-prefeito Chico Rolim e fala de segurança no trabalho