header top bar

section content

Medina vence Fanning após turbarão interromper bateria no Mundial de Surfe

Faltavam cinco minutos para o fim da bateria entre os campeões mundiais, quando o animal foi avistado e a sirene tocou três vezes.

Por Priscila Belmont

19/07/2017 às 10h59

Foto: Reprodução WSL

Um tubarão apareceu durante a bateria disputada por Gabriel Medina e Mick Fanning, na manhã desta terça-feira, pelas quartas de final da etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul, pelo Circuito Mundial de Surfe (WSL). Faltavam cinco minutos para o fim da bateria entre os campeões mundiais, quando o animal foi avistado e a sirene tocou três vezes.

Logo, os atletas foram retirados da água e o evento foi paralisado. No momento da paralisação, Medina vencia por 17.40 contra 11.00 pontos de Fanning. Mas alguns minutos depois, a disputa voltou a acontecer e o brasileiro derrotou o australiano, passando às semifinais da etapa.

Os atletas foram levados de jet-ski até uma lancha, e a competição ficou suspensa enquanto os comissários avaliavam se havia segurança para dar sequência à disputa. Depois que o tubarão deixou a área de competição, a disputa entre Medina e Fanning foi retomada. E o brasileiro confirmou a vitória para avançar à semifinal.

Na terça-feira, uma bateria do brasileiro Filipe Toledo, válida pela quarta rodada, foi suspensa e retomada apenas nesta quarta, também por conta da presença de um tubarão.

Com a vitória diante de Fanning nas quartas de final, Medina avançou à próxima fase e ficou a uma vitória de chegar à sua primeira decisão em uma etapa do Mundial de surfe neste ano. O brasileiro Filipe Toledo também busca vaga na semifinal nesta quarta-feira. Filipinho vai encarar o sul-africano Jordy Smith na terceira bateria das quartas de final.

Há dois anos, o australiano Mick Fanning sofreu um ataque do animal ao vivo logo no início da decisão do evento, contra Julian Wilson. Foi o primeiro registro de ataque de tubarão na história do Circuito Mundial de surfe.

Extra

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio