header top bar

section content

VÍDEO: Revoltado com gols perdidos, Índio cobra atitude e menos “jogo bonito” no Atlético de Cajazeiras

Os gols perdidos pelo Trovão Azul do Sertão irritaram o técnico Índio Ferreira, que após o jogo cobrou mais objetividade da sua equipe e menos "jogo bonito"

Por Jocivan Pinheiro

22/01/2018 às 15h50 • atualizado em 22/01/2018 às 16h17

A opinião é quase unânime: o Atlético de Cajazeiras foi melhor que o Sousa no clássico disputado neste domingo (21) no Estádio Marizão, em Sousa. Porém, o Dinossauro soube aproveitar os poucos erros do adversário e convertê-los em gols enquanto o Atlético desperdiçava chance atrás de chance. No final, o resultado é o que mais importa. 2 a 1 para o time da casa.

Os gols perdidos pelo Trovão Azul do Sertão – alguns cara a cara com o goleiro, sem marcação – irritaram o técnico Índio Ferreira, que após o jogo cobrou mais objetividade da sua equipe e menos “jogo bonito”.

“Futebol é resultado. O que adianta jogar bonito e sair daqui derrotado? Era melhor ter saído daqui com um jogo feio, ter ganhado o jogo de 1 a 0 com um gol de canela e ter levado os três pontos para Cajazeiras. Esse não é o perfil da equipe que eu trabalho. Se a gente quiser chegar a algum lugar, a gente tem que mudar nossa postura”, desabafou o treinador.

Assista aos gols e melhores momentos da vitória do Sousa sobre o Atlético de Cajazeiras

Apesar de o Atlético ter sido melhor tática e tecnicamente, Índio afirma que o Sousa mereceu vencer porque soube aproveitar as chances que teve de marcar.

“Eu acho que o time que tem que vencer é o que aproveita as oportunidades, aproveita os erros dos adversários e foi isso que o Sousa fez. Não adianta jogar bonito. O time jogou demais, mas eu não somei os três pontos.”

Índio Ferreira, técnico do Atlético

Estreia de Jazon

Do outro lado, o estreante técnico do Sousa, Jazon Vieira, também reclamou bastante da sua equipe, mas por outro motivo. Segundo ele, o Dinossauro estava apático no primeiro tempo e só melhorou no segundo.

“Foi um jogo difícil como sempre é o clássico aqui do Sertão. Mas no primeiro tempo o Sousa foi muito mal. Parecia que estava desacordado em campo. No segundo tempo procuramos corrigir e corrigimos. Esse é o terceiro clássico que eu disputo [contra o Atlético] e todos os três nós vencemos, mas isso também não tira o brilho do time do Atlético”, disse.

DIÁRIO ESPORTIVO

Recomendado para você pelo google

DESMITIFICANDO!

ASSISTA: Médico e ex-prefeito de Cajazeiras esclarece polêmicas que envolvem o tratamento ‘eletrochoque’

CRÍTICAS A IMÓVEL ALUGADO

VÍDEO: Interdição de escola gera embate entre professores e gerente de Educação na cidade de Cajazeiras

ACIDENTE DE MOTO

EXCLUSIVO: Do hospital, Paulo Feitoza revela que quase ficou paraplégico e diz que está vivo por milagre

NA TV

VÍDEO: Casal de idosos volta a fazer apelo para reformar casa que corre risco de desabar em Cajazeiras