header top bar

section content

River x Boca: Mineirão se oferece para sediar segundo jogo da final da Libertadores

Decisão sobre local e data da segunda partida da final entre times argentinos sai nesta terça-feira, em reunião no Paraguai

Por GE

27/11/2018 às 09h48 • atualizado em 27/11/2018 às 09h49

Estádio Mineirão (Foto: Cristiane Mattos/BP Filmes)

Palco da finalíssima de três edições da Taça Libertadores, o Mineirão se colocou à disposição da Conmebol para receber o segundo jogo da final entre os rivais argentinos River Plate e Boca Juniors, adiado por causa dos incidentes contra os jogadores do Boca na chegada ao estádio Monumental de Nuñez, no último sábado, em Buenos Aires.

Uma decisão sobre quando e onde ocorrerá a final sai nesta terça-feira, após reunião entre os presidentes dos clubes, Rodolfo D’onofrio (River Plate) e Daniel Angelici (Boca Juniors), com o da Conmebol, Alejandro Domínguez, no Paraguai.

A informação foi publicada primeiramente pela ESPN e confirmada pelo GloboEsporte.com. Segundo a assessoria de imprensa da Minas Arena, administradora do estádio, o ofício foi enviado à Conmebol na segunda-feira. Para receber o clássico argentino, a administradora não vai cobrar o aluguel do Mineirão. Os clubes teriam de arcar apenas com o custo de toda a operação da partida.

Neste ano, o estádio já havia se candidatado para receber o jogo da final da Libertadores a partir do ano que vem, quando será disputada em partida única.

O segundo jogo entre River Plate e Boca Juniors ocorreria no último sábado, em Buenos Aires. Entretanto, foi suspenso por causa do ataque de torcedores do River Plate ao ônibus que transportava a delegação do Boca até o estádio Monumental de Nuñez. Alguns jogadores, como o volante Pablo Pérez e o jovem Gonzalo Lamardo, foram atingidos por estilhaços e tiveram de ser encaminhados a um hospital.

No sábado, após cinco horas de indecisão, a Conmebol resolveu adiar a partida para domingo. Entretanto, o Boca emitiu um comunicado oficial, no domingo, dizendo estar em “desigualdade esportiva”. A Conmebol decidiu, então, adiar a partida e definir data e local do segundo jogo nesta terça, em sua sede, em Luque, no Paraguai.

O Mineirão já recebeu três finalíssimas de Libertadores. Em 1997 e 2009 com o Cruzeiro, que venceu na primeira oportunidade o Sporting Cristal (Peru) e perdeu a segunda para o Estudiantes (Argentina). Em 2013 com o Atlético-MG, que derrotou o Olimpia (Paraguai). Além disso, o estádio recebeu jogos da Copa do Mundo de 2014, inclusive a goleada da Alemanha por 7 a 1 sobre o Brasil nas semifinais, e partidas da Olimpíada 2016.

Fonte: GE - https://globoesporte.globo.com/mg/futebol/noticia/river-x-boca-mineirao-se-oferece-para-sediar-segundo-jogo-da-final-da-libertadores.ghtml

SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’

VÍDEO

Jovem jornalista estreia programa na TV e conta tudo sobre o Atlético de Cajazeiras no Paraibano 2019