header top bar

section content

FPF publica nota contra a postura de Aldeone e reafirma a isenção da arbitragem do Paraibano 2019

Federação garante que o futebol do estado vive um novo momento e que comportamentos como o do presidente do Sousa após o empate com o Campinense não vão ser tolerados

Por Diário Esportivo com GEPB

15/01/2019 às 15h19

Otamar Almeida, diretor executivo da Federação Paraibana de Futebol, representou a entidade na partida e confirma a agressão revelada pela arbitragem após o final da partida (Foto Raniery SoaresParaíba PressFPF)

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) enfim se posicionou após o empate polêmico e sem fim entre Sousa e Campinense, por 1 a 1, no último domingo. As reclamações pesadas do presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, numa partida que terminou até mesmo com agressão física e verbal segundo a arbitragem, não foram bem recebidas pela entidade que organiza o Campeonato Paraibano. Em nota divulgada na manhã desta terça-feira, a FPF afirmou que não vai admitir comportamentos como a do dirigente do Dinossauro, além de garantir a transparência do quadro de árbitros escolhidos para o estadual de 2019.

+ VEJA OS GOLS: Empate entre Sousa e Campinense é marcado por confusão na 1ª rodada do Paraibano

O documento intitulado de “nota à imprensa” indica também que qualquer discordância sobre as atitudes da arbitragem na partida deve ser levados à Justiça Desportiva. Vale ressaltar que a súmula assinada pelo árbitro sergipano Eloane Gonçalves Santos informa que tanto o quarteto de arbitragem quanto o diretor executivo da FPF, Otamar Almeida, foram agredidos física e verbalmente na saída do gramado do Estádio Marizão após o encerramento do confronto entre Sousa e Campinense em 1 a 1.

Confira o posicionamento da FPF sobre o caso:

O futebol paraibano está vivendo uma nova realidade e a Federação Paraibana de Futebol não vai admitir comportamentos como os ocorridos no jogo do último domingo (13/01/2019) em Sousa. Este tipo de prática deve ficar no passado e, para reafirmar o compromisso de mudar a realidade do futebol da Paraíba com base nos pilares da legalidade, transparência, impessoalidade e moralidade, a FPF dará conhecimento formal dos fatos ocorridos à Justiça Desportiva, a fim de que ela tome as providências que entender cabíveis.

A federação reforça que qualquer divergência quanto às decisões dos árbitros em campo deve ser levada aos órgãos competentes. Este é o comportamento que se espera de todos os dirigentes de clubes de futebol da Paraíba. Caso seja identificado algum erro por parte da arbitragem, a FPF será a primeira a intervir.

A entidade reafirma que o futebol do Estado está vivendo um novo momento e, exatamente por este motivo, o campeonato deste ano conta com a arbitragem vinda de outras federações, em um movimento de mudança e moralização, ao mesmo tempo em que investe na renovação do quadro arbitral do nosso Estado.

O jogo que parece não acabar

A polêmica aconteceu no último domingo, quando o Sousa vencia o Campinense por 1 a 0, mas a blitz raposeira na segunda etapa terminou com o gol de empate no último lance, com o atacante Chaveirinho. Após o tento, o árbitro encerrou o confronto, isso aos 50 minutos do segundo tempo.

Foi aí que tudo começou, já que o presidente do Dinossauro, Aldeone Abrantes, invadiu o campo após o gol de empate da Raposa. O dirigente, além de inflamar jogadores e torcida, teve que ser retirado do gramado pelo delegado da partida.

A nota assinada pelo presidente Aldeone Abrantes cobrou postura da FPF sobre a arbitragem e o comportamento de Otamar Almeida no jogo do último domingo (Foto: Divulgação/Sousa)

Após a partida, o mandatário voltou a causar ao partir para cima da arbitragem para tirar satisfações com o árbitro e com Otamar Almeida, diretor executivo da FPF. Inclusive, em nota divulgada pelo Sousa nessa segunda-feira, o clube questionou a postura da arbitragem e também do dirigente da Federação Paraibana de Futebol. Além disso, Aldeone acusou a entidade de manter os esquemas de corrupção expostos pela Operação Cartola na temporada passada.

Confusões à parte, nem o dirigente nem a FPF, por ora, decidiram judicializar as afirmações polêmicas. Com isso, o elenco do Sousa já se prepara para a segunda rodada do Campeonato Paraibano, quando o clube vai visitar a Perilima no Estádio Amigão, em Campina Grande, no próximo sábado, às 16h.

Fonte: Diário Esportivo com GEPB - https://globoesporte.globo.com/pb/futebol/campeonato-paraibano/noticia/fpf-publica-nota-contra-a-postura-de-aldeone-e-reafirma-a-isencao-da-arbitragem-do-paraibano-2019.ghtml

Recomendado para você pelo google

POBREZA EXTREMA

VÍDEO: Desempregada, doente e grávida, mulher faz apelo por ajuda em Cajazeiras para não passar fome

ESTUDO INÉDITO

VÍDEO: Expedição da FSM vai explorar o Nordeste para resgatar saberes populares sobre plantas medicinais

"ONIX, ONIX, ONIX"

VÍDEO: Festa retrô com banda dos anos 90 resgata carnaval com blocos tradicionais de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Após fazerem as ‘pazes’, Jeová e Júnior vão dividir cargos na saúde com Estela, diz comentarista